A Educação Comparada como perspectiva teórica em estudos curriculares na Educação Matemática

  • Harryson Júnio Lessa Gonçalves Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Célia Maria Carolino Pires Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Educação Comparada, Currículos de Matemática, Investigações Curriculares, Diversidade Cultural

Resumo

O presente artigo visa a discutir preceitos que permearam o desenvolvimento do projeto “Pesquisas comparativas sobre organização e desenvolvimento curricular na área de Educação Matemática, em países da América Latina”, defendendo tal base teórica no âmbito da Educação Matemática. Para tanto, são debatidos aspectos conceituais e epistemológicos que nortearam a construção do referido projeto de pesquisa, bem como a proposição da diversidade cultural como norteadora de estudos de currículos de Matemática, tomando assim o pós-colonialismo como pressuposto teórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATHIAS, Miguel Fortunato. Currículos da educação básica do Peru e Brasil: prescritos e praticados. 2015. 240 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BRASIL. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de diretrizes e bases da educação nacional, p. 1-27. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 29 jul. 2017.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. p. 1-15. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011- 2014/2014/lei/l13005.htm>. Acesso em: 29 jul. 2017.

CALDERONI, Valéria Aparecida Mendonça de Oliveira. Desconstruindo preconceitos sobre os povos indígenas: módulo V do curso de especialização em antropologia e história dos povos indígenas. Campo Grande: UFMS, 2016.

CARVALHO, Elma Júlia Gonçalves de. Estudos comparados: repensando sua relevância para a educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. 52, p. 416-435, set. 2013. Disponível em: <https://goo.gl/K0x4aM>. Acesso em: 5 jul. 2015.

CERQUEIRA, Dermeval Santos. Um estudo comparativo entre Brasil e Chile sobre educação matemática e sua influência nos currículos de matemática desses países. 2012. 254 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

DIAS, Marcelo de Oliveira. Educação matemática e sua influência nos currículos prescritos e praticados: um estudo comparativo entre Brasil e Paraguai. 2012. 316 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

FERRER JULIÁ, Ferrán. La educación comparada actual. Barcelona: Ariel, 2002.

GOMES, NIlma Lino. Educação e diversidade étnico-racial. In: MEC. Diversidade na educação: reflexões e experiências. Brasília: MEC, 2003.

KAZAMIAS, Andreas M. Educação comparada: uma reflexão histórica. In: ; COWEN, Robert; ULTERHALTER, Elaine (Org.). Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília: Unesco, Capes, 2012. v. 1, p. 173-193. Disponível em: <http://goo.gl/xEHSyw>. Acesso em: 5 jul. 2015.

LARAIA, Roque de B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

MATTHEOU, Dimitris. O paradigma científico na educação comparada. In: COWEN, Robert; KAZAMIAS, Andreas M.; ULTERHALTER, Elaine (Org.). Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília: Unesco, Capes, 2012. v. 1, p. 81-95. Disponível em: <http://goo.gl/xEHSyw>. Acesso em: 5 jul. 2015.

NEWCOMB, Robert Patrick. Nossa and nuestra America: inter-American dialogues. West Lafayette: Purdue University Press, 2012.

NÓVOA, António. Modelo de análise de educação comparada: o campo e o mapa. In: SOUZA, Donaldo Bello de; MARTINS, Silvia Alicia (Org.). Educação comparada: rotas de além-mar. São Paulo: Xamã, 2009. p. 23-62.

OLIVEIRA, Emílio Celso. Impactos da educação matemática nos currículos prescritos e praticados: estudo comparativo entre Brasil e Argentina. 2013. 283 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Declaração Mundial de Educação para Todos. Jomtien: Unesco, 1990. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0008/000862/086291por.pdf>. Acesso em: 23 maio 2016.

PHILLIPS, David. Aspectos da transferência educacional. In: COWEN, Robert; KAZAMIAS, Andreas M.; ULTERHALTER, Elaine (Org.). Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília: Unesco, Capes, 2012. v. 2, p. 497-515. Disponível em: <http://goo.gl/xEHSyw>. Acesso em: 5 jul. 2015.

PILZ, Matthias. International comparative research into vocational training: methods and approaches. In: (Ed.). The future of vocational education and training in a changing world, p. 561-588. Springer, 2012.

PIRES, Célia Maria Carolino. Pesquisas comparativas sobre organização e desenvolvimento curricular na área de Educação Matemática, em países da América Latina. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 513-542, 2013.

PIRES, Célia Maria Carolino; GONÇALVES, Harryson Júnio Lessa. Aspectos conceituais e epistemológicos da educação comparada presentes no projeto “Pesquisas comparativas sobre organização e desenvolvimento curricular na área de educação matemática, em países da América Latina”. Perspectivas da Educação Matemática, Campo Grande, v. 8, n. 18, p. 396-414, 2015.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder y clasificación social. Journal of world-systems research, v. 6, n. 2, p. 342-386, 2000.

ROSENBAUM, Luciane Santos. Estudo comparativo sobre a educação matemática presente em currículos: Brasil e Uruguai. 2014. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

SILVA, Tomaz Tadeu. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

URQUIZA, Antônio Hilário Aguilera; PEREIRA, Levi Marques; PRADO, José Henrique. Antropologia indígena: 2.º módulo do curso de especialização em antropologia e história dos povos indígenas. Campo Grande: UFMS, 2015.

Publicado
2017-09-28
Como Citar
GONÇALVES, H. J. L.; PIRES, C. M. C. A Educação Comparada como perspectiva teórica em estudos curriculares na Educação Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 1-20, 28 set. 2017.
Seção
Artigos Gerais