Tendências de pesquisa em Educação Matemática que privilegiam as dimensões social, cultural e política da matemática escolar

  • Cecy Leite Alves da Silva Universidade Cruzeiro do Sul
  • Elenilton Vieira Godoy Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Etnomatemática, Modelagem Matemática, Educação Matemática Crítica, Poder

Resumo

O presente estudo tem como objetivo discutir tendências de pesquisa em Educação Matemática que se articulam com o cultural, o político e o social da Matemática escolar, explicitando que o desenvolvimento matemático tem suas raízes nos aspectos cultural e social dos diferentes grupos e práticas sociais. Metodologicamente, este é um estudo teórico bibliográfico, de natureza qualitativa. Teoricamente, fundamentou-se nos estudos envolvendo a Etnomatemática, a Educação Matemática Crítica e a Modelagem Matemática. O papel desempenhado pela linguagem matemática, em diferentes estratos da sociedade, sejam eles culturais, políticos ou sociais é o principal elo entre a Etnomatemática, a Educação Matemática Crítica e a Modelagem Matemática. A linguagem é uma ferramenta utilizada tanto para a ampliação da visão de mundo, quanto para o desenvolvimento do empowerment. A articulação do caráter político da Etnomatemática e da Educação Matemática Crítica pode subsidiar a discussão sobre como o ensino da Matemática atua na inculcação de ideias que fortalecem o papel formatador e, muitas vezes, não crítico do conhecimento matemático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, J. C. Modelagem Matemática e a Perspectiva Sócio-crítica. In: II Seminário Internacional de Pesquisas em Educação Matemática (SIPEM). Santos, SP, 2003. Disponível em: .

BARBOSA, J. C. Modelagem Matemática: concepções e experiências de futuros professores. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, UNESP, Rio Claro - SP, 2001a.

BARBOSA, J. C. Modelagem na Educação Matemática: contribuições para o debate teórico. In: 24ª Reunião Anual da ANPED. Caxambu, MG, 2001b. Disponível em: .

BAMPI, L. Governo etnomatemático: tecnologia do multiculturalismo. Tese (doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2003.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem como Modelagem Matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Editora Contexto, 2002.

BORBA, M. Prefácio. In: SKOVSMOSE, Ole. Educação Matemática Crítica: a questão da Democracia. 2. ed. Tradução de Abgail Lins e Jussara de Loiola Araújo. Campinas, SP: Editora Papirus, p. 7-12, 2001.

BORBA, M. C.; SKOVSMOSE, O. Ideologia da Certeza em Educação Matemática. In: SKOVSMOSE, O. Educação Matemática Crítica: a questão da democracia. 2. ed. Tradução de Abgail Lins e Jussara de Loiola Araújo. Campinas, SP: Editora Papirus, p. 127-148, 2001.

CALDEIRA, A. D. Modelagem Matemática: um outro olhar. ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciências e Tecnologia, v.2 n. 2, Universidade Federal de Santa Catarina - SC, p. 33-54, 2009.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática: elo entre as tradições e a modernidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

GODINO, J. D.; LLINARES, S. El interaccionismo simbólico em educación matemática. Revista Educación Matemática, v. 12, n. 1, p. 70-92, 2000.

GODINO, J. D. Perspectiva de la didáctica de las matemáticas como disciplina centífica. Documento de trabajo del curso de doctorado “Teoria de la educación Matemática. Universidad de Granada, Granada, 1991.

KILPATRICK, J. Investigación en educación matemática: su historia y algunos temas de actualidad. In: KILPATRICK, J.; GÓMEZ, P.; RICO, L. Educación Matemática: errores y dificultades de los estudiantes, resolucíon de problemas, evaluación, historia. Universidad de los Andes, Bogotá, p. 1-18, 1998.

OREY, D. C.; ROSA, M. A dimensão crítica da Modelagem Matemática: ensinando para a eficiência sociocrítica. Revista Horizontes, v. 25, n. 2, p. 197-206, 2007.

OREY, D. C.; ROSA, M. Vinho e Queijo: Etnomatemática e Modelagem. Bolema, Campinas, ano 16, n. 20, p. 1- 16, 2003.

PASSOS, C. Etnomatemática e Educação Matemática Crítica: conexões teóricas e práticas. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Educação da UFMG, Belo Horizonte, MG, 2008.

SACARDI, K. K. O conhecimento matemático escolar e as relações com a marchetaria. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

SANTOS, V. M. Uma revisão de artigos de revistas especializadas para identificar características da pesquisa atual em Educação Matemática. Artigo não publicado. São Paulo, 2003.

SKOVSMOSE, O. Educação Matemática Crítica: a questão da democracia. 2. ed. Tradução de Abgail Lins e Jussara de Loiola Araújo. Campinas, SP: Editora Papirus, 2001.

Como Citar
SILVA, C. L. A. DA; GODOY, E. V. Tendências de pesquisa em Educação Matemática que privilegiam as dimensões social, cultural e política da matemática escolar. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 7, n. 4, p. 128-148, 11.
Seção
Artigos Gerais