Tendências de pesquisa em Educação Matemática que privilegiam as dimensões social, cultural e política da matemática escolar

Autores

  • Cecy Leite Alves da Silva Universidade Cruzeiro do Sul
  • Elenilton Vieira Godoy Universidade Cruzeiro do Sul

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v7i4.1210

Palavras-chave:

Etnomatemática, Modelagem Matemática, Educação Matemática Crítica, Poder

Resumo

O presente estudo tem como objetivo discutir tendências de pesquisa em Educação Matemática que se articulam com o cultural, o político e o social da Matemática escolar, explicitando que o desenvolvimento matemático tem suas raízes nos aspectos cultural e social dos diferentes grupos e práticas sociais. Metodologicamente, este é um estudo teórico bibliográfico, de natureza qualitativa. Teoricamente, fundamentou-se nos estudos envolvendo a Etnomatemática, a Educação Matemática Crítica e a Modelagem Matemática. O papel desempenhado pela linguagem matemática, em diferentes estratos da sociedade, sejam eles culturais, políticos ou sociais é o principal elo entre a Etnomatemática, a Educação Matemática Crítica e a Modelagem Matemática. A linguagem é uma ferramenta utilizada tanto para a ampliação da visão de mundo, quanto para o desenvolvimento do empowerment. A articulação do caráter político da Etnomatemática e da Educação Matemática Crítica pode subsidiar a discussão sobre como o ensino da Matemática atua na inculcação de ideias que fortalecem o papel formatador e, muitas vezes, não crítico do conhecimento matemático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

SILVA, C. L. A. da; GODOY, E. V. Tendências de pesquisa em Educação Matemática que privilegiam as dimensões social, cultural e política da matemática escolar. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 7, n. 4, p. 128–148, 2016. DOI: 10.26843/rencima.v7i4.1210. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1210. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos