Discussões sobre as Licenciaturas em Matemática nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Palavras-chave: Institutos Federais, Formação de professores, Matemática

Resumo

Neste artigo tem-se por objetivo discutir a importância de pesquisas sobre a formação de professores de Matemática nos Institutos Federais. Com a criação dos Institutos Federais, a oferta de licenciaturas passa a ser uma obrigatoriedade para essas instituições, que tradicionalmente se ocupavam do ensino técnico, tecnológico ou agrícola. Diante da complexidade, da natureza e da heterogeneidade desses institutos, de suas características e diante da relevância de estudos sobre essa formação, suscita-se uma reflexão sobre as discussões e os estudos que tomam por objeto as licenciaturas em Matemática ali promovidas. Evidencia-se que, nas diversas políticas que regem os institutos, há significativo incentivo à capacitação e à qualificação do corpo docente e ao aproveitamento dos espaços físicos dessas instituições. Mesmo com uma natureza diferente, com características mais pragmáticas e tecnicistas, tem ocorrido nos institutos federais um investimento para favorecer uma satisfatória e adequada formação de professores de Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BONFIM, Maria Inês (Coord.). A formação docente nos centros federais de educação tecnológica: diagnóstico sobre a oferta das licenciaturas nos CEFETs. Brasília: MEC/SETEC, 2003.

BORGES, Maria Célia. Formação de professores: desafios históricos, políticos e práticos. 1. ed., São Paulo: Paulus, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Parecer CNE/CEB, nº 16, de 5 de outubro de 1999. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/1999/pceb016_99.pdf>. Acesso em 15 set. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Parecer CNE/CEB nº 39/2004. Dispõe sobre a aplicação do Decreto nº 5.154/2004 na Educação Profissional Técnica de nível médio e no Ensino Médio. Disponível em: <http://www.portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf_legislacao/tecnico/ligisla_tecnico_parec er392004.pdf>. Acesso em 15 set. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 22 out. 2015.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Reformas nas licenciaturas: a necessidade de uma mudança de paradigma mais do que de mudança curricular. Em Aberto, Brasília, ano 12, n. 54, abr./jun. 1992. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2016.

ESCOTT, Clarice Monteiro; MORAES, Márcia Amaral Correa de. História da educação profissional no Brasil: as políticas públicas e o novo cenário de formação de professores nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISA “HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL”, 9., 31 de julho a 03 de agosto de 2012, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. Anais Eletrônicos: João Pessoa, 2012. ISBN 978-85-7745-551-5. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/seminario/seminario9/PDFs/2.51.pdf>. Acesso em: 01 set. 2016.

FIORENTINI, Dario et al. Formação de professores que ensinam Matemática: um balanço de 25 anos da pesquisa brasileira. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 36, p. 137- 159, dez. 2002.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de. A formação de professores nos institutos federais: perfil da oferta. Revista EIXO, Brasília/DF, v. 2, n. 1, p. 83-105, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2016.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de; SILVA, Katia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da. As licenciaturas nos Institutos Federais: concepções e pressupostos. In: ENCONTRO ESTADUAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 18 a 20 de maio de 2011, Centro de Estudos de Pesquisas em Didática, Goiânia. Anais Eletrônicos. Goiânia, 2011. Disponível em: <http://www.ceped.ueg.br/anais/ ivedipe/pdfs/didatica/co/40-164-2-SP.pdf>. Acesso em: 29 mar. 2016.

MELO, Marisol Vieira. Três décadas de pesquisa em educação matemática na UNICAMP: um estudo histórico a partir de teses e dissertações. 2006. 288 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000383650&fd=y>. Acesso em: 26 mar. 2016.

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales; BURNIER, Suzana. Perfil das licenciaturas nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. In: CUNHA, Deisy Moreira et al. (Org.) Formação/profissionalização de professores e formação profissional e tecnológica: fundamentos e reflexões contemporâneas. Belo Horizonte: Editora PUC Minas, p. 145-166, 2013.

OTRANTO, Celia Regina. Criação e implantação dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia – IF. Revista RETTA – PPGEA/UFRRJ, Rio de Janeiro, ano I, n. 1, p. 89-110, jan.-jun. 2010. Disponível em: <http://www.celia.na-web.net/pasta1/trabalho19.htm>. Acesso em: 21 mar. 2016.

PEREIRA, Júlio Emílio Diniz. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, Campinas, ano XX, n. 68, p. 109-125, 1999. Disponível em: www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a06v2068.pdf. Acesso em: 23 mar. 2016.

SAVIANI, Demerval. Formação de professores: aspectos históricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40, p. 143-155, 2009.

SILVA, Mirna Ribeiro Lima da. Formação de professores nos IF: a política educacional e a literatura educacional recente. In CONNEPI, 5., 2010, Instituto Federal Alagoas, Maceió. Anais eletrônicos. Maceió, 2010. Disponível em: <http://connepi.ifal.edu.br/ocs/index.php/connepi/CONNEPI2010/paper/viewFile/108/127>. Acesso em: 23 mar. 2016.

SILVER, Edward A. Formação de professores de Matemática: desafios e direções. Bolema, Rio Claro, SP, n. 1, p. 125-152, 2006.

VASCONCELLOS, Monica. A formação do professor pesquisador: uma possível alternativa para melhoria da qualidade do trabalho docente. Revista da Faculdade de Educação, Cáceres, MT, n. 3, p. 107-116, 2005. Disponível em: <http://www2.unemat.br/revistafaed/content/vol/vol_3/artigo_3/107_115.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Como Citar
BARBOSA, J. G.; LOPES, C. E. Discussões sobre as Licenciaturas em Matemática nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 7, n. 4, p. 63-78, 11.
Seção
Artigos Gerais