Rumo à Educação Matemática inclusiva: reflexões sobre nossa jornada

Autores

  • Solange Hassan Ahmad Ali Fernandes Universidade Anhanguera de São Paulo
  • Lulu Healy Universidade Anhanguera de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v7i4.1204

Palavras-chave:

Educação Matemática Inclusiva, Mediação, Cenários inclusivos para aprendizagem, Diversidade, Deficiência

Resumo

A proposta deste artigo é discutir alguns desafios associados ao ensino de matemática e ao desenvolvimento de estratégias de boas práticas, pautadas nos direitos, aspirações e potencial de todos os aprendizes. O programa de pesquisa “Rumo à educação matemática inclusiva” tem três objetivos principais: investigar novas formas de expressar conceitos matemáticos que respeitem a diversidade dos aprendizes; contribuir para a formação de professores, instrumentalizando-os para trabalhar em classes inclusivas e compreender a relação entre experiências perceptivas e conhecimento. Neste texto, compartilha-se a trajetória dos estudos desenvolvidos pela pesquisadora, apresentando resultados de algumas pesquisas realizadas em escolas públicas e privadas que envolveram o desenvolvimento e a análise de cenários inclusivos para a aprendizagem matemática. Tais cenários são planejados para oferecer estímulos multissensoriais e oferecem representações de ideias matemáticas por meio de sons, cores, músicas, movimentos e texturas. Os resultados das pesquisas indicam que os processos de aprendizagem são moldados pelos artefatos e pelas representações matemáticas disponíveis nos cenários para a aprendizagem e, também, pela forma com que os aprendizes interagem com o mundo. Nem sempre as trajetórias de aprendizagem seguem as sequências prescritas no currículo escolar e, nem por isso, essas trajetórias são menos válidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

FERNANDES, S. H. A. A.; HEALY, L. Rumo à Educação Matemática inclusiva: reflexões sobre nossa jornada. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 7, n. 4, p. 28–48, 2016. DOI: 10.26843/rencima.v7i4.1204. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1204. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos