Construção de uma matriz de referência para os conteúdos de Biologia no Ensino Fundamental: desempenho escolar inspirado no pluralismo epistemológico

  • Camila Cunha Universidade Federal de Sergipe
  • Sanny Santos Souza Universidade Federal de Sergipe
  • Alice Alexandre Pagan Universidade Federal de Sergipe
  • Edson José Wartha Universidade Federal de Sergipe
Palavras-chave: Matriz de Referência, Ser humano e Saúde, Vida e Ambiente, Pluralidade Epistemológico

Resumo

Neste trabalho são apresentadas algumas considerações para a elaboração de uma matriz de referência sobre os conteúdos biológicos em Ciências, no Ensino Fundamental, pautada no pluralismo epistemológico. Trata-se de um instrumento que foi aplicado no estado de Sergipe. Foram realizadas: pesquisa documental, bibliográfica, observações de doze aulas e aplicação de 64 questionários aos docentes da rede estadual de Sergipe. Tais etapas levantaram os elementos que compuseram a matriz de referência. Selecionaram-se os descritores e os conteúdos mais mencionados em documentos oficiais, de maior interesse dos alunos e com maior frequência de complexidade e prioridade dadas pelos docentes e consideradas as correlações nos testes de estatística descritiva.  O Recorte Conceitual englobou os eixos “Ser Humano e Saúde” e “Vida e Ambiente”. Os conteúdos contemplados pela matriz consideram não apenas as diretrizes dos documentos oficiais, mas também outras visões tais como as dos professores e alunos. Esta pluralidade é própria dos espaços escolares necessitando de um novo raciocínio pedagógico. Incluso nisto estão questões que possam aferir qual epistemologia os alunos usam para resolver problemas conceituais em Ciências, mesmo que elas se distanciem substancialmente da científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Cunha, Universidade Federal de Sergipe

Bióloga formada pela Universidade Federal de Sergipe, Mestranda no Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade de Sergipe. Linha de pesquisa em avaliações educacionais. 

Sanny Santos Souza, Universidade Federal de Sergipe

Bióloga formada pela Universidade Federal de Sergipe, Mestranda no Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade de Sergipe. Linha de pesquisa em avaliações educacionais. 

Edson José Wartha, Universidade Federal de Sergipe

Graduação em Licenciatura em química pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998), Mestrado em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo (2002) e doutorado em Ensino de Ciências pela USP (2013). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Sergipe e orientador no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática (NPGECIMA)

Referências

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Inclusão de Ciências no Saeb: documento básico. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Brasília: MEC/Inep, 2013.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: ciências naturais / Secretaria de Educação Fundamental – Brasília: MEC/SEF, 1998.

BONAMINO, A.; SOUZA, S. Z. Três gerações de avaliação da educação básica no brasil: interfaces com o currículo da/na escola.Educação e Pesquisa, v. 38, n. 2, 2012.

CAED. Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora; Guia de Elaboração de Itens – Matemática, 2009.

CANDAU, V. M. F. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas.Currículo sem Fronteiras, v.11, n. 2, 2011.

COBERN, W. W.; LOVING, C. C. Defining “science” in a multicultural world: Implications for science education. Science Education, v. 85, p. 50-67, 2000.

COELHO, M. I. M. Vinte Anos De Avaliação Da Educação Básica No Brasil: Aprendizagens E Desafios.Ensaio, v. 16, n. 50, 2008.

EL-HANI, C. N.; MORTIMER, E. F. Multicultural education, pragmatism, and the goals of science teaching. Revista Cultural Studies of Science Education, v. 2, I. 3, p. 657-702, 2007.

FRANZOLIN, F. Conhecimentos Básicos de Genética Segundo Professores e Docentes e sua Apresentação em Livros Didáticos e na Academia: aproximação e distanciamentos, Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

GOUW, A. M. S. As Opiniões, Interesses e Atitudes dos Jovens Brasileiros Frente à Ciência: uma avaliação em âmbito nacional. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

GUIMARÃES, A. P. M., MARTINS, C. B. de C., FIGUEIREDO, P. S. de, ALMEIDA, R. O. Multiculturalismo no ensino de biologia na visão de estudantes de uma escola particular do município de dias d’ Ávila. Indagatio Dicactica, v. 4, n. 2, 2013.

HILL, M. M.; HILL, A. Investigação por questionário. 2 ed. Lisboa: Sílabo, 2012.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira; Guia de elaboração de itens, Brasília, 2010.

KNIJNIK, L. F.; GIACOMONI, C.; STEIN, L. M. Teste de desempenho escolar: um estudo de levantamento. Psico-USF, v. 18, n. 3, 2013.

KRASILCHIK M.;Reformas e Realidade o caso do ensino das ciências.Perspec, v. 14, n. 1, 2000.

LOPES, A. C.; Políticas de currículo: mediação por grupos disciplinares de ensino de Ciências e Matemática. In: LOPES, A. C.; MACEDO, E. (Orgs.). Currículo de Ciências em Debate. Campinas,SP: Papirus, p. 45-76, 2004.

MACENO, N. G.; GUIMARÃES, O. M. Concepções de ensino e de avaliação de professores de Química do Ensino Médio.Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 12, n. 1, 2013.

OLEQUES, L. C.; BOER, N.; TEMP, D. S.; BARTHOLOMEI-SANTOS, M. L.; Evolução Biológica como eixo integrador no ensino de Biologia: concepções e práticas de professores do Ensino Médio. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Anais..., Universidade Estadual de Campinas, 2011.

SÃO PAULO, Secretaria Municipal de Educação. Matrizes de referência para a avaliação do rendimento escolar. Secretaria Municipal de Educação – São Paulo: SME, 2007.

SÃO PAULO. Secretaria Estadual de Educação. Matrizes de Referência para Avaliação Saresp: documento básico. Secretaria Estadual de Educação – São Paulo: SEE, 2009.

SERGIPE, Secretaria do Estado da Educação. Referencial Curricular: Rede Estadual de Ensino de Sergipe. Secretaria do Estado de Educação – Sergipe: SEED, 2011.

SOUZA, S. Z.; OLIVEIRA, R. P. Sistemas estaduais de avaliação: uso dos resultados, implicações e tendências. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 141, 2010.

TOLENTINO-NETO, L. C. B. Os Interesses e Posturas de Jovens alunos Frente à Ciência: resultados do projeto ROSE aplicado no Brasil. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

Publicado
2017-07-05
Como Citar
CUNHA, C.; SOUZA, S. S.; PAGAN, A. A.; WARTHA, E. J. Construção de uma matriz de referência para os conteúdos de Biologia no Ensino Fundamental: desempenho escolar inspirado no pluralismo epistemológico. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 8, n. 2, p. 58-79, 5 jul. 2017.
Seção
Artigos Gerais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)