O trabalho com derivadas no Ensino Médio através da Resolução de Problemas: aspectos da avaliação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v7i1.1116

Palavras-chave:

Educação Matemática, Ensino Profissionalizante, Resolução de Problemas, Avaliação, Derivadas

Resumo

Este trabalho é um recorte de uma tese de doutorado em que se investiga o ensino e a aprendizagem de derivadas no contexto da Resolução de Problemas. Foi realizada no 2º ano do Ensino Médio integrado ao técnico, numa turma do curso de Eletrônica. A pesquisa é qualitativa e foi desenvolvida por meio da observação participante e análise documental. Assumimos a concepção de resolução de problemas como um ponto de partida para ensinar Matemática, entendida como um meio de se construir novos conhecimentos a partir de anteriores e ao longo do processo de resolução de um ou mais problemas. Considerada, desse modo, como uma metodologia de ensino, é uma perspectiva que está apoiada na tríade ensino-aprendizagem-avaliação e que, portanto, considera a avaliação um processo intrínseco ao processo de ensino-aprendizagem. Apresentamos e discutimos um episódio que evidencia como essa metodologia permite ao professor e ao aluno perceberem, de forma mais clara, dificuldades no aprendizado dos conteúdos, e como favorece a tomada de decisões e mudanças de estratégias no ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALLEVATO, N. S. G. Associando o computador à Resolução de Problemas fechados: análise de uma experiência. 2005. 370 f. Tese (Doutorado)-Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2005.

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensinando matemática na sala de aula através da resolução de problemas. Boletim GEPEM, Rio de Janeiro, ano 31, n. 55, p. 133-154, jul/dez 2009. Disponível em http://www.ufrrj.br/SEER/index.php/gepem/article/view/54/87. Acesso em 26 de set. 2015.

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensino-Aprendizagem-Avaliação: por que através da Resolução de Problemas. In: ONUCHIC, L. R., ALLEVATO, N. S. G.; NOGUTI, F. C. H.; JUSTILIN, A. M. (Orgs.). Resolução de Problemas: Teoria e Prática. Jundiaí, Paco Editorial, 2014.

ÁVILA, G. Limites e derivadas no Ensino Médio? Revista do Professor de Matemática, São Paulo, n.60, p.30-38. 2006.

BOGDAN, R. C. e BIKLEN, S. K. Investigação Qualitativa em Educação Matemática: uma introdução à teoria e aos métodos. Lisboa: Porto Editora, 1994.

BRASIL, Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 1999. 141 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12598%3Apublic acoes&Itemid=859. Acesso em: 04 de março de 2014.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental-Parâmetros curriculares Nacionais- 3º e 4º ciclo do ensino fundamental, Matemática, Brasília, 1998. Disponível em http://portal.mec.gov.br. Acesso em 17 de fev. 2015

CORNU, B. Limits. In TALL, D. O. (Ed.). Advanced Mathematical Thinking. Boston: Kluwer Academic Publishers, 153–166, 1991.

ECHEVERRÍA, M. P. P. Aprender a resolver problemas e resolver para aprender. In: In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas em matemática. Porto Alegre: Artmed, 1998. p.13-42.

NOGUTI, F. C. H. Um curso de matemática básica através da resolução de problemas para alunos ingressantes da Universidade Federal do Pampa – campus alegrete, 2015. 370 f. Tese. (Doutorado em Educação Matemática)-Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem de matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, M. A. V.(Org.). Pesquisa em educação matemática. São Paulo: UNESP, 1999, p.199-220.

PAGANI, E. M. L; ALLEVATO, N. S. G. Ensino e aprendizagem de cálculo diferencial e integral: um mapeamento de algumas teses e dissertações produzidas no Brasil Revista VIDYA, Santa Maria, v. 34, n. 2, p. 61-74, 2014. Disponível em http://periodicos.unifra.br/index.php/VIDYA/article/view/42/166. Acesso em: 07 de jun. 2015.

PEREIRA, V. M. C. Cálculo no ensino médio: uma proposta para o problema da variabilidade. 2009. 182 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática)- Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

PINTO, G. M. da F. Compreensão gráfica da derivada de uma função real em um curso de cálculo semipresencial. 2008. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática)- Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008

PINTO, G. T. D. C. Limite de função real no ensino médio: uma proposta para o seu ensino e aprendizagem. 2010. 171 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática)-Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

PIRONEL, M. A avaliação integrada no processo de ensino-aprendizagem da Matemática. 2002. 193 f. Dissertação (Mestrado)- Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2002.

POLYA, G. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Tradução de Heitor Lisboa de Araújo. Interciência. Rio de Janeiro, 1995.

Princípios e Normas para Matemática Escolar. APM. Lisboa, 2008

REZENDE, W. M. O Ensino de Cálculo: Dificuldades de Natureza Epistemológica. 450 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade de São Paulo. São Paulo, 2003.

ROSSI, M. I. A aprendizagem das aplicações das integrais indefinidas em equações diferenciadas através da resolução de problemas. 141 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática)-Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2012.

SCHROEDER, T. L.; LESTER JR, F. K. Developing and Understanding in Mathematics via Problema Solving. In: TRAFTON, P. R. ; SHUTLE A. P. (ed.). New Directions for Elementary School Mathematics. Reston: NCTM, 1989, p. 31-42.

VAN DE WALLE, J. A. Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Tradução de Paulo Henrique Colonese. 6ª ed. Porto Alegre, Artmed, 2009.

WEIGAND, H. G. A discrete approach to the concept of derivative: ZDM Mathematics Education, jun. 2014.

Downloads

Como Citar

PAGANI, Érica M. L.; ALLEVATO, N. S. G. O trabalho com derivadas no Ensino Médio através da Resolução de Problemas: aspectos da avaliação. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 86-101, 2016. DOI: 10.26843/rencima.v7i1.1116. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1116. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>