A produção de conhecimento sobre sólidos geométricos à luz do Modelo van Hiele

Palavras-chave: Educação Matemática, Ensino de Geometria, Modelo van Hiele, Pensamento Geométrico

Resumo

A Geometria Escolar tem se mostrado um tema de grande interesse da comunidade de pesquisadores e educadores matemáticos e um dos referenciais teóricos mais adotados é o modelo van Hiele de desenvolvimento do pensamento geométrico. Este trabalho, além de apresentar a descrição do modelo van Hiele, enfatizando as características de cada nível de classificação do pensamento geométrico, tem como objetivo discutir as contribuições e limitações do referido modelo. A pesquisa envolveu a realização de uma tarefa exploratório-investigativa sobre sólidos geométricos por estudantes de sexto ano do Ensino Fundamental de uma escola pública do interior do estado de São Paulo. A tarefa constituiu-se na construção e classificação de alguns sólidos geométricos e foi conduzida pelo pesquisador, que também era o professor de Matemática da turma. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa que buscou analisar, à luz do modelo van Hiele, a produção do conhecimento geométrico pelos alunos manifesta em seus diálogos e registros. Também foram consideradas como dados da pesquisa, as anotações do pesquisador realizadas em diário de campo contendo as descrições e as impressões sobre o desenvolvimento das tarefas. Os dados analisados revelaram que o modelo van Hiele consegue explicar de forma satisfatória o desenvolvimento do pensamento geométrico relacionado à classificação de sólidos geométricos apesar de algumas críticas concernentes à heterogeneidade das turmas e à autonomia dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, J. A. A.; NACARATO, A. M. Tendências didático-pedagógicas para o ensino de geometria. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 27., 2004, Caxambu. Anais... Caxambu: ANPED, 2004.

BICUDO, M. A. V. Pesquisa qualitativa e pesquisa qualitativa segundo a abordagem fenomenológica. In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J. L. (Org.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 101-114.

CLEMENTS, D. H.; BATTISTA, M. T. Geometry and spatial reasoning. In: GROUWS, D. A. Handbook of research on mathematics teaching and learning. New York: NCTM, 1992. p. 420-464.

DANTE, L. R. Tudo é matemática – 6ª série. 3 ed. São Paulo: Ática, 2010.

FREUDENTHAL, H. Mathematics as an educational task. Dordrecht: D. Reidel Publishing Company, 1973.

LORENZATO, S. Por que não ensinar geometria? Educação Matemática em Revista, Florianópolis, v. 4, p. 3-13, jan./jun. 1995.

MASCARENHAS, D. F. M. Dificuldades e estratégias de ensino e aprendizagem da geometria e grandezas no 5º ano de escolaridade do ensino básico nas escolas E. B. 2/3 da Madalena e E. B. 2/3 de Pedrouços do Distrito do Porto. 2011. 478 f. Tese (Doutorado em Didática e Organização Escolar) – Faculdade de Ciências da Educação, Universidade de Granada, Granada, 2011.

NASSER, L.; SANT’ANNA, N. F. P. Geometria segundo a teoria de van Hiele. Rio de Janeiro: Editora do IM-UFRJ, 2010.

PAVANELLO, R. M. O abandono do ensino de geometria: uma visão histórica. 1989. 196 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1989.

PEREIRA, G. A.; SILVA, S. P.; MOTTA JÚNIOR, W. S. O modelo van Hiele de ensino de geometria aplicado à 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental. FAMAT em revista, Uberlândia, n. 5, p. 21-50, set. 2005.

SENK, S. L. Van Hiele levels and achievement in writing geometry proofs. Journal for research in Mathematics Education, v. 20, n. 3, p. 309-321, may. 1989.

USISKIN, Z. Van Hiele levels and achievement in secondary school geometry. Chicago: Department of Education – University of Chicago, 1982.

VAN DE WALLE, J. A. Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Tradução: Paulo Henrique Colonese. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

VAN HIELE, P. M. Developing geometric thinking through activities that begin with play. Teaching children mathematics, v. 5, n.6, p. 310-316, feb. 1999.

VIANNA, H. M. Pesquisa em educação: a observação. Brasília: Plano Editora, 2003.

VIEIRA, G.; ALLEVATO, N. S. G. Tecendo relações entre resolução de problemas e investigações matemáticas nos anos finais do Ensino Fundamental. In: SANTOS, C. A. B. et. al. Ensino de ciências e matemática: a produção discente na pós-graduação. São Paulo: Terracota, 2012. p. 29-47.

Publicado
2015-03-01
Como Citar
VIEIRA, G.; ALLEVATO, N. A produção de conhecimento sobre sólidos geométricos à luz do Modelo van Hiele. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 6, n. 1, p. 43-53, 1 mar. 2015.
Seção
Artigos Gerais