Cultivo de briófitas em laboratório para utilização como recurso didático no Ensino Médio

  • Maria Aparecida Eva Cancian Universidade Cruzeiro do Sul
  • Rita de Cássia Frenedozo Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Briófitas, Cultivo, Recurso didático

Resumo

Baseado em experiências vivenciadas em sala de aula tem-se verificado que somente a descrição das características de um grupo vegetal não é suficiente para o aprendizado efetivo dos alunos. Quando se utilizam materiais botânicos verifica-se que a aula torna-se mais dinâmica e interessante e o estudante passa a ter uma participação ativa no processo de aprendizagem. Este trabalho teve como proposta desenvolver um método de cultivo e manutenção de briófitas em laboratório como recurso didático para o ensino de Botânica no Ensino Médio. Amostras de duas espécies de musgos foram coletadas e cultivadas em um aquário tendo como substrato uma camada de fibra de coco recoberta com terra vegetal. O aquário foi colocado no laboratório e o substrato foi mantido constantemente úmido. Verificou-se que no primeiro mês de desenvolvimento ocorreu a perda do viço inicial das duas amostras e nenhum crescimento foi observado. Atribuímos este fato à mudança de habitat, pois decorrido esse período de adaptação, houve recuperação do viço e o início do crescimento. Os resultados mostraram que as briófitas são plantas facilmente cultivadas em laboratório e caso o professor disponha de tempo para efetuar o cultivo, terá um material didático útil para o desenvolvimento de suas aulas práticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, M. S. T., ABIB, M. L. V. S., Atividades experimentais no Ensino de Física: diferentes enfoques, diferentes finalidades, Revista Brasileira de Ensino de Física, vol. 25, 2, 176-194, Junho de 2003.

BRITO, A. E. R. M.; PORTO, K. C. 2000. Guia de estudos de Briófitas: Briófitas do Ceará. Fortaleza: EUFC.

CARVALHO, A. M. P.; VANNUCHI, A. I.; BARROS, M. A.; GONÇALVES, M. E. R.; REY, R. C.; Ciências no Ensino Fundamental – O Conhecimento Físico, Editora Scipione, 1ª Edição, São Paulo, 1998.

CARDOSO, N.; IANNUZZI, R. 2004. Nova briofita do Carbonífero Inferior da Bolivia. Revista. Brasileira de Paleontologia, v. 7, 2, 111-116.

INCAU, C. R. 2004. Desenvolvimento de um método fácil e econômico de cultivo e manutenção de Briófitas em laboratório didático. Trabalho de conclusão de curso. Universidade São Francisco, Bragança Paulista-SP.

KRASILCHIK, M. 2004. Prática de ensino de biologia. 4ª. Edição. São Paulo: EDUSP.

MARGULIS, L.; SCHWARTZ, K. V. 2001. Cinco Reinos. Um guia ilustrado dos filos da vida na Terra. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

MICHEL, E. I. 2001. Hepáticas epifítas sobre o pinheiro brasileiro no Rio Grande do Sul. 1ª. Ed., Porto Alegre, Editora UFRGS, 191 p.

MOREIRA, M. A., AXT, R. O papel da experimentação no ensino de Ciências, Tópicos em Ensino de Ciências, São Paulo Distribuidora, São Paulo, 1992.

OLIVEIRA, E. C. 2003. Introdução à Biologia Vegetal. São Paulo: EDUSP.

OLIVEIRA, S. M.; PORTO, K. C. 1998. Reprodução sexuada em musgos acrocárpicos do Estado de Pernambuco, Brasil. Acta botanica brasilica 12(3): 385-392.

OLIVEIRA, M. I. N. S; YANO, O. 2000. Musgos de Mangaratiba e Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil. Boletim do Instituto de Botânica. 14(31): 1-137.

RAVEN, P. H. et al., 2001. Biologia Vegetal, 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

VENTURA, P. C. S., NASCIMENTO, S. S. Laboratório Não Estruturado: uma abordagem do ensino experimental. Caderno Catarinense do Ensino de Física, v. 9, 1, 54-60, 1992.

Publicado
2010-01-01
Como Citar
CANCIAN, M.; FRENEDOZO, R. Cultivo de briófitas em laboratório para utilização como recurso didático no Ensino Médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 1, n. 1, p. 1-8, 1 jan. 2010.
Seção
Artigos Gerais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)