A presença social e a semipresencialidade nas disciplinas pedagógicas dos cursos de licenciatura nas áreas de Matemática e Ciências

  • Jane Garcia de Carvalho Universidade Cruzeiro do Sul
  • Carlos Fernando Araújo Júnior Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Educação a Distancia, Semipresencialidade, Presença social

Resumo

O presente artigo apresenta uma discussão baseada em uma pesquisa de doutorado que objetiva discutir a semipresencialidade, nos cursos de licenciatura nas áreas de Ciências e Matemática. O enfoque está na análise e na avaliação da figura do professor tutor como mediador do processo de ensino e aprendizagem e facilitador da “Presença Social” em disciplinas oferecidas na modalidade a distância, que visam à formação pedagógica do futuro profissional da educação em uma Universidade privada da cidade de São Paulo. Alunos e professores, atualmente, estão diante de situações diferenciadas de ensino e aprendizagem; neste sentido é importante tentarmos entender como esses sujeitos do processo se comportam diante do novo paradigma. Faz-se necessário analisar e avaliar a importância do professor no processo de mediação, pois, no cenário atual, este passa a ocupar outro papel no exercício da profissão, não menos importante, mas diferenciado. Além de ser o responsável por criar situações de aprendizagem em um ambiente moderado pela tecnologia, cujo desafio é constante. Em contraponto a este cenário, observa-se o ensino presencial, em que o professor é valorizado pela sua presença física, no ambiente de ensino. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Lynn; NOVA, Cristiane. Educação a Distância: Uma Nova Concepção de Aprendizagem e Interatividade. São Paulo, Futura, 2003.

BARBOSA. L.A; MENDES.S. L. Ambientes de Aprendizagens Virtuais in CARLINDA. Aida, L. TARCIA. Rita. M.L. 20% a Distância e Agora?: orientações práticas para o uso da tecnologia de educação a distância no ensino presencial. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2010. (3-14)

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9.394/96. Diário Oficial da União. Fixa as Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º Graus, e dá outras providências. Brasília, DF, v. 134, n. 248 1996. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/lein9394.pdf. Acesso em 01/03/2013.

BRASIL. Resolução CNE/CP n.2, de 19-02-2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Diário Oficial da União. Brasília, DF, de 19 de fevereiro de 2002. Disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf. Acesso em 10/04/2013.

CATAPAN, A.H.; MOHR, A.; TRAUER, E.;KASSICK, C.N.; RAMOS, G.C.P.;DIAS, F.S.; SOUZA, S.C.; GARCIA, W.A.C. Diretrizes curriculares nacionais: dimensão pedagógica e proposta do MEC. Santa Catarina, 2004. (p 4) Disponível em: http://www.licenciaturas.ufsc.br/wp-content/uploads/2011/09/diretrizes_men_2004.pdf. Acesso em 12/04/2013.

GARRISON, D.R., ANDERSON, T., ARCHER,W. Critical inquiry in text-based environment: Computer conferencing in higher education. The Internet and Hingher Education. N. 2, (p 87-105), 2000.

MOORE, Michael G.; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão integrada – Edição especial ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância. São Paulo: Thomson Learning (p 7), 2007.

ROURKE, L., ANDERSON, T. GARIISON, D.R., ARCHER, W. Assessing social presence in asynchronous text based computer conferencing, Journal of Asynchronous Learning Networks, n. 71 (1), 2003.

TARCIA. Rita. M.L. COSTA. Silvia M.C. Contexto da Educação a Distância in CARLINDA. Aida, L. TARCIA. Rita. M.L. 20% a Distância e Agora?: orientações práticas para o uso da tecnologia de educação a distância no ensino presencial. São Paulo: Pearson Education do Brasil, (p 3-14), 2010.

Publicado
2013-01-01
Como Citar
CARVALHO, J.; ARAÚJO JÚNIOR, C. A presença social e a semipresencialidade nas disciplinas pedagógicas dos cursos de licenciatura nas áreas de Matemática e Ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 4, n. 1, p. 63-74, 1 jan. 2013.
Seção
Artigos Gerais