Uma revisão bibliográfica sobre o uso de software de análise de dados: um olhar para o Octave

Palavras-chave: Software de Análise Numérica, GNU Octave, Software Livre, Informatização na Educação, Atividades Didáticas

Resumo

Esta revisão bibliográfica tem por objetivo investigar como o software, de código aberto e livre distribuição, GNU Octave vem sendo utilizado como recurso didático-pedagógico nos âmbitos da Educação Básica e do Ensino Superior. Justifica-se a escolha do Octave por ele ser um software livre — característica que torna seu uso viável em diferentes instituições de ensino sem a necessidade do emprego de recursos financeiros adicionais —, bem como por ele ser uma ferramenta computacional compatível com diversos sistemas operacionais. Para tanto, fez-se a análise de publicações nacionais e internacionais, na área do ensino de ciências, buscando responder a questões que possibilitassem reconhecer o estado da arte acerca do uso do Octave no ensino de matemática e física. São exemplos de tais questões: (i) qual a natureza desses trabalhos; (ii) a que níveis de ensino estão relacionados; e (iii) quais os conteúdos abordados. Para o levantamento dos dados, selecionou-se revistas de classificação Qualis Capes A1, A2 e B1 durante todo o período de publicação de cada um dos periódicos considerados. Dez publicações, que incluíam trabalhos teóricos, propostas didáticas e práticas desenvolvidas, foram selecionadas e analisadas. Os principais resultados obtidos indicam: compreensões acerca do uso de um software de livre distribuição para práticas de ensino-aprendizagem; necessidade de integração desse tipo de ferramenta nas atividades didáticas; e relações com a formação de professores nessas práticas pedagógicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAUJO, I. S.; VEIT, E. A. Uma revisão da literatura sobre estudos relativos a tecnologias computacionais no ensino de física. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 4, n. 3, p. 5-18, 2011.

BARBOSA, A. C. de C.; CARVALHAES, C. G.; COSTA, M. V. T. A computação numérica como ferramenta para o professor de Física do Ensino Médio. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 249-254, 2006.

BEREŽNÝ, Š. What Software to Use in the Teaching of Mathematical Subjects? Acta Didactica Napocensia, [s. l.], v. 8, n. 1, p. 75-85, 2015.

BRITO, G. S. Inclusão digital do profissional professor: entendendo o conceito de tecnologia. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS, 30, 2006, Caxambu, MG. GT 24 - Tecnologias de informação e comunicação: controle e descontrole [...]. São Paulo: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2006.

CELEDÓN-PATTICHIS, S. et al. An interdisciplinary collaboration between computer engineering and mathematics/bilingual education to develop a curriculum for underrepresented middle school students. Cultural Studies of Science Education, [s. l.], v. 8, p. 873-887, 2013.

COSTA, P. M.; NASCIMENTO, G.; ROCHA, M. O impacto do uso de tecnologias no desempenho docente – estudo comparativo entre Brasil e Portugal. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 6, p. 607-623, 18 out. 2020.

DOMINGUES, M. O.; MENDES JR., O. Introdução a programas físico-matemáticos livres. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 148-156, jun. 2003.

FIOLHAIS, C.; TRINDADE, J. Física no computador: o computador como uma ferramenta no ensino e na aprendizagem das ciências físicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 25, n. 3, p. 259-272, set. 2003.

FREITAS-LEMES, P. et al. Análise do movimento de um ponto de luz sobre um plano inclinado. Revista Brasileira de Ensino de Física, [s. l.], v. 41, n. 1, 8 out. 2018.

GERHARDT, T. E.; SOUZA, A. C. D. Aspectos Teóricos e Conceituais. In: GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (Org.). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. cap. 1. p. 13-32, (Educação a Distância).

GLASER-OPITZ, H.; BUDAJOVÁ, K. The MATH--Open Source Application for Easier Learning of Numerical Mathematics. Acta Didactica Napocensia, [s. l.], v. 9, n. 1, p. 45-50, 2016.

GNU. GNU Octave. Scientific Programming Language. [S. l.]. GNU Octave, 2020.

JUAN, A. et al. Mathematical e-learning: state of the art and experiences at the Open University of Catalonia. International Journal of Mathematical Education in Science and Technology, [s. l.], v. 39, n. 4, p. 455-471, 7 jul. 2008.

MANDANICI, A. Studying a physics problem with the help of open source software. European Journal of Physics, [s. l.], v. 39, n. 5, 27 jul. 2018.

MARTINHO, T.; POMBO, L. Potencialidades das TIC no ensino das Ciências Naturais – um estudo de caso. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, [s. l.], v. 8, n. 2, p. 527-538, 2009.

MARTINS, A. A.; GARCIA, N. M. D. Ensino de Física e Novas Tecnologias de Informação e Comunicação: Uma Análise da Produção Recente. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA E EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, VIII., 2011, Campinas, SP. Atas do VIII ENPEC [...]. São Paulo: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 2011.

NAZARENO, C. et al. Tecnologia da Informação e Sociedade: o panorama brasileiro. Brasília: Câmara dos Deputados, 2007. 187 p. (Série temas de interesse do legislativo). Coordenação de Publicações.

NIEZER, T. M. et al. Caracterização dos Produtos Desenvolvidos por um Programa de Mestrado Profissional da Área de Ensino de Ciências e Tecnologia. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, [s. l.], v. 8, n. 3, 2015.

NORONHA, D. P.; FERREIRA, S. M. S. P. Revisões de Literatura. In: CAMPELLO, B. S.; CENDÓN, B. V.; KREMER, J. M. (Org.). Fontes de Informação para Pesquisadores e Profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2000. cap. 14. p. 191-198.

PRETTO, N. L.; SOUZA, J. S.; ROCHA, T. B. Tabuleiro Digital: uma experiência de inclusão digital em ambiente educacional. In: BONILLA, M. H. S.; PRETTO, N. de L. (Org.). Inclusão digital: polêmica contemporânea. v. 2, Salvador: EdUFBA, 2011, p. 163-182.

ROMANO, G. O.; SCHIMIGUEL, J.; FERNANDES, M. E. Uma revisão bibliográfica e pesquisa sobre livros didáticos de Matemática, tecnologia e ensino de geometria no Ensino Fundamental e Médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 4, p. 212-226, 18 jul. 2019.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo "Estado da Arte" em educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, 2006.

ROPOLI, E. A.; AMORIM, J. A. Resistência à educação a distância nas instituições de ensino superior: gerenciamento dos impactos das mudanças. In: CONGRESSO INTERNACIONAL ABED DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 14., 2008, Santos, SP. Anais do 14º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância [...]. São Paulo: Associação Brasileira de Educação a Distância, 2008.

SANGWIN, C. J.; O’TOOLE, C. Computer programming in the UK undergraduate mathematics curriculum. International Journal of Mathematical Education in Science and Technology, [s. l.], v. 48, n. 8, p. 1133-1152, 20 abr. 2017.

SANTOS, R.; LORETO, A.; GONÇALVES, J. Avaliação de softwares matemáticos quanto a sua funcionalidade e tipo de licença para uso em sala de aula. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 1, n. 1, p. 47-65, 1 jan. 2010.

SEGURA, C. R. et al. Enseñando a programar por ordenador en la resolución de problemas de Física de Bachillerato. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias, [s. l.], v. 15, n. 1, 10 set. 2017.

VOSGERAU, D. S. R.; ROMANOWSKI, J. P. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-186, 2014.

WILSON, J. M.; REDISH, E. F. Using Computers in Teaching Physics: Computers can revolutionize not only the way we teach physics but also what physics we teach. Physics Today, [s. l.], v. 42, n. 1, p. 34-41, 1989.

Publicado
2021-04-06
Como Citar
PASTORIO, D.; ALVES, J.; FRAGOSO, T. Uma revisão bibliográfica sobre o uso de software de análise de dados: um olhar para o Octave. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 3, p. 1-23, 6 abr. 2021.
Seção
Artigos Gerais