Resolução de Problemas em Matemática visando uma aprendizagem significativa na formação inicial de professores pedagogos: superando dificuldades em frações

Palavras-chave: Ensino e Aprendizagem de Matemática, Metodologia de ensino, Práticas de ensino

Resumo

O artigo é um recorte de pesquisa de mestrado com o objetivo de examinar as contribuições de oficinas que abordam os conteúdos matemáticos por meio da metodologia de Resolução de Problemas e planejadas sob os pressupostos da aprendizagem significativa, oferecidas a acadêmicos do curso de Pedagogia. A pesquisa segue uma abordagem qualitativa com delineamento interpretativo e natureza aplicada, desenvolvida em duas etapas. A primeira identifica os conteúdos matemáticos com os quais os futuros professores pedagogos apresentam maiores dificuldades. Da etapa, participaram quarenta acadêmicos. A segunda etapa trabalha os conteúdos selecionados, em cinco oficinas, visando superá-las, usando a metodologia de Resolução de Problemas, com vistas à aprendizagem significativa. As oficinas foram realizadas em uma universidade pública no município de Ponta Grossa-Pr., com a participação de nove acadêmicas. O texto apresenta a oficina com foco no conteúdo de frações, um dos que os acadêmicos relataram sentir mais dificuldades de entendimento. Os resultados apontam que a oficina trouxe contribuições para a mudança de pensamentos dos participantes com relação ao tema, superação de dificuldades, enriquecimento e mudança dos subsunçores iniciais, apontando indícios de aprendizagem significativa, tanto subordinada quanto superordenada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAUJO, W. A. O uso do frac-soma 235 no processo de ensino e aprendizagem de frações para o ensino fundamental. XI Encontro Nacional de Educação Matemática - 11., 2013, Curitiba. Anais […] Curitiba, 2013. p. 1-10.

AUSUBEL, D.P. Aquisição e retenção de conhecimentos. Lisboa: Plátano, 2003.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 2/2019, de 20 de dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Brasília, DF: 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Solicitação de esclarecimento sobre as Resoluções CNE/CP nºs 1/2002, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena, e 2/2002, que institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior. Parecer CNE/CES nº 15, de 13 de dezembro de 2005. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, 15 de maio de 2006.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Educação é a Base. Brasília, DF, 2017

BRASIL. Ministério de Educação/Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: educação infantil. Brasília, MEC/SEMTEC, 1998a.

BRASIL. Parecer CNE/CP Nº. 2/2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, 2015.

COSTA, J. D. M., Pinheiro, N. A. M., & Costa, E. (2016). A formação para matemática do professor de anos iniciais. Ciência & Educação (Bauru), 22(2), 505-52

DANTE, L. R. Formulação e resolução de problemas de matemática: teoria e prática. 1. ed. São Paulo: Ática, 2011.

FIORENTINI, D. A pesquisa e as práticas de formação de professores de matemática em face das políticas públicas no Brasil. Bolema, Rio Claro: UNESP, ano 21, n. 29, p.43-70, 2008.

FIORENTINI, D.; MIORIM, M. A. Uma reflexão sobre o uso de materiais concretos e jogos no Ensino da Matemática. Boletim da SBEM. SBEM: São Paulo, ano 4, n. 7, 1990

GATTI, B.A. Formação de professores no Brasil: características e problemas., Educação & Sociedade, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, dez. 2010.

JANUARIO, G. Materiais manipuláveis: uma experiência com alunos da Educação de Jovens e Adultos. ENCONTRO ALAGOANO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, I, Anais [...] I EALEM: Didática da Matemática: uma questão de paradigma. Arapiraca: SBEM – SBEM-AL, 2008.

LIBÂNEO, J. C. Diretrizes curriculares da pedagogia: imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de educadores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 843-876, out. 2006

LORENZATO, S. A. Laboratório de ensino de matemática e materiais didáticos manipuláveis. In: LORENZATO, Sérgio (org.). O Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2006

MOREIRA, M. A. ¿Al afinal, quéesaprendizajesiginificativo?. Qurriculum: revista de teoría, investigación y práctica educativa. La Laguna, Espanha, n. 25, marzo 2012).

NUNES, T.; BRYANT, P. Crianças fazendo matemática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

NUNES, T.; CAMPOS, T. M. M.; MAGINA, S.; BRYANT, P. Educação Matemática: números e operações numéricas. São Paulo: Cortez, 2005.

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em resolução de problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema, Rio Claro, v. 25, n. 41, p. 73-98. 2011

ONUCHIC, L R. Resolução de problemas: teoria e prática. Paco Editorial. p. 29-56, 2012.

POLYA, G. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Rio de Janeiro: Interciência, 1995.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 143-155, 2009.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. Florianópolis, 2005.

SOARES, J. P. V.; SILVA, P. V. Discos de frações: um material manipulativo para o ensino de frações na educação básica. VII Encontro Nacional das Licenciaturas – 2018, Fortaleza. Anais [...] Fortaleza, 2018, 1-15.

Publicado
2021-02-07
Como Citar
HUF, V.; PINHEIRO, N. Resolução de Problemas em Matemática visando uma aprendizagem significativa na formação inicial de professores pedagogos: superando dificuldades em frações. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 1, p. 1-23, 7 fev. 2021.
Seção
Artigos Gerais