Ensino de Ciências por investigação em Ciências Biológicas: revisão sistemática de literatura em artigos de periódicos nacionais classificados no Qualis

Palavras-chave: Ensino de Ciências por investigação, Ensino de Biologia, Revisão Sistemática de Literatura

Resumo

Este artigo refere-se a uma revisão sistemática de literatura e tem como objetivo identificar as principais temáticas da abordagem em Ensino de Ciências por Investigação (EI) nos artigos Qualis A1 e A2 nacionais dos últimos anos. O levantamento considerou os artigos publicados no período de 2015 a 2019. Para a organização e análise do corpus realizou-se três movimentos específicos. O primeiro movimento buscou organizar, categorizar e analisar os 39 artigos. O segundo movimento analisou os artigos da área de Biologia. O terceiro movimento analisou as temáticas encontradas na área de Biologia. A partir dos procedimentos foi possível identificar as principais áreas de conhecimento categorizados como Biologia; Química; Física; Multidisciplinar e Reflexões/fundamentos teórico-metodológicos, bem como, temáticas associadas a essas áreas. As principais temáticas encontradas nos diversos artigos são: Atividades experimentais; Formação de professores; Sequências didáticas investigativas. Em se tratando dos artigos específicos da área de Biologia, as principais temáticas evidenciadas referem-se a Sequências didáticas investigativas; Atividades investigativas e Argumentação. Para os artigos com foco na área de Biologia foi possível uma caracterização a partir das Propostas de estudo; Conceito e/ou definição de EI apresentada no artigo; Conceitos e temáticas relacionadas a EI; Aspectos metodológicos utilizados e Principais resultados apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARCELLOS, L. S.; COELHO, G. R. Uma análise das interações discursivas em uma aula investigativa de Ciências nos anos iniciais do ensino fundamental sobre medidas protetivas contra a exposição ao sol. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 179-199, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BEZERRA JR, A. G.; LENZ J. A.; SAAVEDRA, N.; PERES, M. V.; COSSI JR. O.; MELLO, A. C.; CONCEIÇÃO, S. A. H. Uma abordagem didática do experimento de Millikan utilizando videoanálise. Revista de Ensino de Ciências e Matemática – ACTA, Canoas, v. 17, n. 3, p. 813-832, 2015.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação. Lisboa: Porto Editora, 1994.

BRUNO, G. S., CAROLEI, P. Contribuições do design para o Ensino de Ciências por Investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 851-878, 2018.

BUENO, A. J. A.; LEAL, B. E. S.; LEAL, E. S.; BERTONI, B. Atividades práticas/experimentais para o ensino de ciências além das barreiras do laboratório desenvolvidas na formação inicial de professores. RenCiMa, São Paulo, v. 09, n. 4, p. 94-109, 2018.

CARDOSO, M. J. C.; SCARPA, D. L. Diagnóstico de elementos do Ensino de Ciências por Investigação (DEEnCI): uma ferramenta de análise de propostas de ensino investigativas. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 1025-

-1059, 2018.

CARVALHO, A. M. P. O ensino de Ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: CARVALHO, A. M. P. (org.). Ensino de Ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 2013. p. 01-

-20.

CARVALHO, A. M. P. Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Ensino por Investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 765-794, 2018.

CHARLOT, B. Da Relação com o Saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artmed, 2000.

COSTA, M. C.; DOMINGOS, A.; TEODORO, V. Promover o ensino experimental das ciências recorrendo ao questionamento investigativo. RenCiMa, São Paulo, v. 9, n. 5, p. 220-240, 2018.

COSWOSK, E. D.; GIUSTA, A. S. Práticas investigativas no ensino de microbiologia: uma proposta metodológica para iniciação à pesquisa. Investigações em ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 12-35, 2015.

DEWEY, J. Experiência e Educação. 3. ed. São Paulo: Comp. Ed. Nacional, 1971.

DOBBER, M.; ZWART, R.; TANIS, M.; OERS, B. V. Literature review: The role the teachers in inquiry-based education. Educational Research Review, [s. l.], v. 22, p. 194-214, 2017.

FARIA, A. F.; VAZ, A. M. Engajamento de estudantes em investigação escolar sobre circuitos elétricos simples. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 21, e10545, 2019.

FERRAZ, A. T.; SASSERON, L. H. Propósitos epistêmicos para a promoção da argumentação em aulas. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 22, n. 1, p. 2017.

FILHO, F. B.; ANDRADE, M. A. B. S. Noções de estudantes a respeito dos aspectos da natureza da Ciência e de uma Investigação Científica. ALEXANDRIA – Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 12, n. 1, p. 303-330, 2019.

FLICK, U. Introdução à Pesquisa Qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

LAGO, L.; ORTEGA, J. L.; MATTOS, C. A investigação científica-cultural como forma de superar o encapsulamento escolar: uma intervenção com base na teoria da atividade para o caso do ensino das fases da lua. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 239-260, 2019.

LEITE, J. C., RODRIGUES, M. A.; JÚNIOR, C. A. O. M. Ensino por investigação na visão de professores de Ciências em um contexto de formação continuada. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 8, n. 2, p. 42-56, 2015.

LORENZON, M.; SILVA, J. S. Aplicabilidade dos ciclos investigativos nos anos iniciais do ensino fundamental. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 11, n. 2, p. 125-145, 2018.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Base Nacional Comum Curricular. – Secretaria da Educação Básica, Brasília, 2017.

MORI, R. C.; CURVELO, A. A. S. Experimentoteca do Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC-USP) e o Ensino por Investigação: compromissos teóricos e esforços práticos. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 795-818, 2018.

MOTOKANE, M. T. Sequências didáticas investigativas e argumentação no ensino de ecologia. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências., Belo Horizonte, v. 17, n. especial, 2015.

NASCIMENTO, R. D.; GOMES, A. D. T. A relação entre o conhecimento conceitual e o desempenho de estudantes em atividades investigativas. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 11, n. 2, p. 935-965, 2018.

NRC – NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Inquiry and the National Science Standards: a guide for teaching and learning. New York: National Academy Press, 2000.

NRC – NATIONAL RESEARCH COUNCIL. National Science Education Standards. Washington: National Academy Press, 1996.

OKOLI, C. A. Literature review: Guide to Conducting a Standalone Systematic Literature Review. Communications of the Association for Information Systems, [s. l.], v. 37, n. 43, p. 879-910, 2015.

OLIVEIRA, A. L.; OBARA, A. T. O ensino de ciências por investigação: vivências e práticas reflexivas de professores em formação inicial e continuada. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p. 65-87, 2018.

PENHA, S. P.; CARVALHO, A. M. P.; VIANNA. D. N. Laboratório didático investigativo e os objetivos da enculturação científica: Análise do Processo. Revista de Educação, Ciências e Matemática, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, p. 6-23, 2015.

PIZZATO, M. C.; MARQUES, L. C.; ROCHA P. S.; SOUZA, M. D.; ESCOTT, C. M.; HECK, J. X. Identificação de atitudes investigativa e científica: um estudo de caso em um ambiente interativo de aprendizagem. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 258-279, 2018.

RAUBER, A. G.; QUARTIERI, M. T.; DULIUS, M. M. Contribuições das atividades experimentais para o despertar científico de alunos do ensino médio. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 10, n. 1, p. 1-12, 2017.

ROLDI, M. M. C.; SILVA, M. J.; TRAZZI, P. Ação mediada e Ensino por Investigação: um estudo junto a alunos do Ensino Médio em um Museu de Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 967-991, 2018.

ROSA, L. M. R.; SUART, R. C.; MARCONDES, M. E. R. Regência e análise de uma sequência de aulas de química: contribuições para a formação inicial docente reflexiva. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 1, p. 51-70, 2017.

SÁ, E. F.; LIMA, M. E. C. C.; AGUIAR JR., O. A construção de sentidos para o termo ensino por investigação no contexto de um curso de formação. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 79-102, 2011.

SÁ, E. S.; MALINE, C. M.; SOUZA, A. C. Ressignificação do trabalho docente ao ensinar Ciências na Educação Infantil em uma perspectiva investigativa. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 993-1024, 2018.

SANTANA, R. S.; FRANZOLIN, F. O ensino de ciências por investigação e os desafios da implementação na práxis dos professores. RenCiMa, São Paulo, v. 09, n. 3, p. 218-237, 2018.

SANTOS, V. G.; GALEMBECK, E. Sequência didática com enfoque investigativo: alterações significativas na elaboração de hipóteses e estruturação de perguntas realizadas por alunos do Ensino Fundamental I. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 879-904, 2018.

SASSERON, L. H. Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 17, n. especial, p. 49-67, 2015.

SASSERON, L. H. Ensino de Ciências por investigação e o desenvolvimento de práticas: uma mirada para a Base Nacional Comum Curricular. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 1061-1085, 2018.

SASSERON, L. H. Sobre ensinar ciências, investigação e nosso papel na sociedade – Editorial. Ciência & Educação, Bauru, v. 25, n. 3, p. 563-567, 2019.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A. M. P. Construindo argumentação na sala de aula: a presença do ciclo argumentativo, os indicadores de alfabetização científica e o padrão de toulmin. Ciência & Educação, Bauru, v. 17, n.1, p. 97-114, 2011.

SEBASTIANY, A. P.; PIZATTO, M. C.; SALGADO, T. D. M. Aprendendo a investigar através de uma atividade investigativa sobre Ciência Forense e Investigação Criminal. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 8, n. 4, p. 252-287, 2015.

SILVA, B. M.; GEROLIN, E. C.; TRIVELATO, S. L. F. A importância da autonomia dos estudantes para a ocorrência de práticas epistêmicas no ensino por investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 905-933, 2018.

SILVA, M. B.; TRIVELATO, S. L. F. A mobilização do conhecimento teórico e empírico na produção de explicações e argumentos numa atividade investigativa de biologia. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 22, n. 2, p. 139-153, 2017.

SOLINO A. P.; SASSERON, L. H. Investigando a significação de problemas em sequências de ensino investigativo. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p. 104-129, 2018.

STRIEDER, R. B.; WATANABE, G. Atividades investigativas na educação científica: dimensões e perspectivas em diálogos com o ENCI. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s. l.], v. 18, n. 3, p. 819-849, 2018.

TOLEDO, E. J. L.; FERREIRA, L. H. A atividade investigativa na elaboração e análise de experimentos didáticos. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 9, n. 2, p. 108-130, 2016a.

TOLEDO, E. J. L.; FERREIRA, L. H. Planejamento fatorial sob uma perspectiva investigativa com base na teoria de falseamento de Karl R. Popper. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 9, n. 3, p. 43-61, 2016b.

TRIVELATO, S. L. F.; TONIDANDEL, S. M. R. Ensino por investigação: eixos organizadores para sequências de ensino de biologia. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 17, n. especial, p. 97-114, 2015.

TRÓPIA, G. Percursos históricos de ensinar ciências através de atividades investigativas no século XX. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 7., 2009, Florianópolis. Anais [...]. São Paulo, Universidade de São Paulo, 2009.

TRÓPIA, G. A. Relação epistêmica com o saber de alunos no ensino de biologia por atividades investigativas. ALEXANDRIA – Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 8, n. 3, p. 55-80, 2015.

ZÔMPERO, A. F.; LABURÚ, C. E. Atividades investigativas no ensino de ciências: aspectos históricos e diferentes abordagens. Revista Ensaio. Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 13, n. 3, p. 67-80, 2011.

ZÔMPERO, A. F.; SOUZA, C. H. B.; BARICHELO, D. B.; GARBIM T. H. S. Conhecimentos de alunos de iniciação científica júnior sobre procedimentos em ciência. RenCiMa, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 48-64, 2019.

ZÔMPERO, A. F. S.; GONÇALVES, C. E. S.; LABURÚ, C. E. Atividades de investigação na disciplina de Ciências e desenvolvimento de habilidades cognitivas relacionadas a funções executivas. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 2, p. 419-436, 2017.

Publicado
2021-01-08
Como Citar
LIMA, K.; PEREIRA, P.; LIMA, J. Ensino de Ciências por investigação em Ciências Biológicas: revisão sistemática de literatura em artigos de periódicos nacionais classificados no Qualis. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 1, p. 1-34, 8 jan. 2021.
Seção
Artigos Gerais