Aprendizagem significativa, objetos de aprendizagem e o ensino de Astronomia

Palavras-chave: Astronomia, Software Stellarium, Tecnologias Digitais, Objetos de Aprendizagem

Resumo

Esse artigo aborda o uso dos objetos de aprendizagem no ensino de Astronomia, em busca de promover uma aprendizagem significativa, dado que na maioria das vezes seu ensino ocorre de forma estanque e sem conexão com a realidade. O objetivo é apresentar e discutir uma atividade potencialmente significativa para o ensino de Astronomia. Inicialmente faz-se uma discussão sobre aprendizagem significativa, posteriormente aborda-se o uso de objetos de aprendizagem e simulações no ensino de Astronomia. A partir disso, propõe-se uma atividade usando o software Stellarium, utilizando-se a metodologia baseada nos três momentos pedagógicos de Delizoicov e Angotti. Essa atividade aborda a variação do dia claro e da noite nas diferentes estações. Espera-se com isso contribuir com o ensino de Astronomia utilizando-se as tecnologias digitais como forma de facilitar o processo de ensino e aprendizagem dessa área do conhecimento.

Referências

ANDRADE, Mariel; SILVA, Janaina; ARAÚJO, Alberto. A utilização do software Stellarium para o ensino de Astronomia. In: Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão - JEPEX, 9, 2009. Anais... Recife: Universidade Federal Rural de Pernambuco, p. 1-3, 2009.

ARAÚJO JR, Carlos Fernando de; MARQUESI, Sueli Cristina. Atividades em ambientes virtuais de aprendizagem: parâmetros de qualidade. In: LITTO, Fredric Michael; FORMIGA, Manoel Marcos Maciel; (Orgs.). Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009. cap. 50, p. 358-368.

BARROSO, Marta Feijó; FELIPE, Geraldo; SILVA, Tatiana da. Aplicativos computacionais e ensino de física. In: Encontro de Pesquisa em Ensino de Física, 10, 2006, Londrina (PR). Atas... São Paulo: Sociedade Brasileira de Física, p. 1-7, 2006.

BECKER, Willyan Ronaldo; STRIEDER, Dulce Maria. O uso de simuladores no ensino de Astronomia. In: Encontro Nacional de Informática e Educação, 2, 2011, Cascavel (PR). Anais... Cascavel: Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e Universidade Federal Fluminense (UFF), p. 398-407, 2011.

BEHRENS, Marilda Aparecida. Projetos de aprendizagem colaborativa num paradigma emergente. In MORAN, José Manoel; MASETTO, Marcos Tarciso; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 19 ed. Campinas (SP): Papirus, 2011. p. 67-132.

BERNARDES, Adriana Oliveira. Observação do céu aliada à utilização do software Stellarium no ensino de Astronomia em turmas de educação de jovens e adultos (EJA). Revista Latino Americana de Educação Em Astronomia - RELEA, n. 10, p. 7-22, 2010.

BRASIL. Base nacional comum curricular. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais (5ª a 8ª séries). Brasília: 1998a. 138p.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental (5ª a 8ª séries): introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: 1998b. 174p.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais do ensino médio - PCN. Brasília: 1999. 364 p.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias: orientações educacionais complementares aos parâmetros curriculares nacionais – PCN+. Brasília: 2006. v. 2. 135p.

DELIZOICOV; Demétrio; ANGOTTI, José André Peres. Física. 2ª Ed. São Paulo: Cortez, 2003.

DELIZOICOV; Demétrio; ANGOTTI, José André Peres. Metodologia do ensino de ciências. 2ª Ed. São Paulo: Cortez, 1994.

FARIA, R. P. (org.), Fundamentos de Astronomia. 9. ed. São Paulo: Papirus, 2007. 209 p.

IAU - International Astronomical Union. Astronomy for development: Strategic plan 2010–2020: with 2012 update on implementation. Paris, 2009. 62 p.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 1. ed. 6. reimpressão. São Paulo (SP): Editora 34, 2007. 264 p. (Coleção TRANS)

LONGHINI, Marcos Daniel; MENEZES, Leonardo Donizette de Deus. Objeto virtual de aprendizagem no ensino de astronomia: algumas situações problema propostas a partir do software Stellarium. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 27, n. 3, p. 433-448, dez. 2010.

MACÊDO, Josué Antunes de; VOELZKE, Marcos Rincon. A Astronomia e as tecnologias de informação e comunicação na formação inicial do professor de ciências da natureza e matemática. Simpósio Nacional de Ensino de Física, 20, 2013, São Paulo. Atas... São Paulo: Sociedade Brasileira de Física, p. 1-12, 2013.

MACÊDO, Josué Antunes. Formação inicial de professores de ciências da natureza e matemática e o ensino de Astronomia. 2014. 268f Tese (doutorado em Ensino de Ciências e a Matemática). Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2014.

MACÊDO, Josué Antunes. Simulações computacionais como ferramenta auxiliar ao ensino de conceitos básicos de eletromagnetismo: Elaboração de Um Roteiro de Atividades para Professores do Ensino Médio. 2009. 136 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática. Belo Horizonte, 2009.

MACÊDO, Josué Antunes; DICKMAN, Adriana Gomes; ANDRADE, Isabela Silva Faleiro de. Simulações computacionais como ferramentas para o ensino de conceitos básicos de eletricidade. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. v. 29, n. Especial 1: p. 562-613, set. 2012.

MOREIRA, Marco Antonio. A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação na sala de aula. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2006. 186 p.

MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. O livro de ouro do Universo. 7. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002. 509 p.

NASCIMENTO, Anna Christina Aun de Azevedo. Aprendizagem por meio de repositórios digitais e virtuais. In: LITTO, Fredric Michael; FORMIGA, Manoel Marcos Maciel; (Orgs.). Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. p. 352-357.

NERES, Leomir Batista. O Stellarium como estratégia para o ensino de Astronomia. 2017. 64 f. Dissertação (Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física). Universidade Estadual de Santa Cruz. Ilhéus, UESC, 2017.

NOGUEIRA, Salvador; CANALLE, João B. Garcia. Astronomia: ensino fundamental e médio. Coleção Explorando o Ensino, v. 11. Brasília: MEC, SEB; MCT; AEB, 2009.

OLIVEIRA FILHO, Kepler de Souza; SARAIVA, Maria de Fátima Oliveira. Astronomia e astrofísica. 4. ed. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

RHCASTILHOS. Estações do ano: verão e inverno. Wikimedia Commons: 18 jan. 2007. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2020.

RIDPATH, Ian. Guia ilustrado zahar: Astronomia. 1. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2007. 300 p.

SAMPAIO, Thiago Alves de Sá Muniz; RODRIGUES, Eriverton da Silva. Método didático para o ensino de Astronomia: utilização do software Stellarium em conjunto com aulas expositivas no ensino médio. Ciência & Desenvolvimento-Revista Eletrônica da FAINOR, v. 8, n. 2, 2015.

SANTOS, Marcio Eugen Klingesnchmid Lopes dos; AMARAL, Luiz Henrique. Avaliação de objetos virtuais de aprendizagem no ensino de matemática. REnCiMa - Revista de Ensino de Ciências e Matemática. v. 3, n. 6, p. 83-93, Universidade Cruzeiro do Sul: 2012.

SARAIVA, Maria de Fátima Oliveira; OLIVEIRA FILHO; Kepler de Souza; MÜLLER, Alexei Machado. Movimento anual do Sol e estações do ano. Instituto de Física. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: 2013.

SILVA, Tatiana da. Ensino a distância e tecnologias na educação: o estudo de fenômenos astronômicos. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 26, n. 3, p. 533-546, dez. 2009.

STELLARIUM. Homepage dos desenvolvedores. 2020.

Publicado
2020-08-08
Como Citar
VOELZKE, M. R.; MACÊDO, J. A. DE. Aprendizagem significativa, objetos de aprendizagem e o ensino de Astronomia. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 5, p. 1-19, 8 ago. 2020.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##