Conceitos de Astronomia: Análise a partir de textos escritos pelos alunos

Palavras-chave: Ensino de Física, Astronomia, Escrita

Resumo

Esta pesquisa foi realizada com alunos da primeira série do Ensino Médio de uma escola pública do Estado de São Paulo, em aulas de Física. Esses alunos participaram de uma atividade em que deveriam elaborar, em grupo, a escrita de uma história relativa ao tema “exploração espacial”, após realizarem, em sala de aula, a leitura de um livro paradidático associado à temática “Universo, Terra e Vida: constituintes do Universo” e, posteriormente, a discussão de alguns conceitos associados à Astronomia. Os dados, correspondentes a esses textos escritos, foram analisados de forma qualitativa, por meio da análise de conteúdo, buscando-se identificar de que forma os alunos usaram esses conceitos em suas histórias. A partir dos resultados, inferiu-se que o uso da escrita dos textos estimulou a criatividade e o raciocínio associados aos conceitos abordados em sala de aula, o que levou vários grupos de alunos a articularem esses conceitos ao contexto de suas histórias.

Referências

ASSIS, A.; TEIXEIRA, O. P. B. Análise de um episódio de ensino envolvendo o uso de um texto paradidático em aulas de física em uma sala de educação de jovens e adultos. V Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, V ENPEC, Bauru – SP. Atas do V ENPEC. p. 1-13, 2005. Disponível em: http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/venpec/conteudo/artigos/3/pdf/p45.pdf>. Acesso em: 15 Abr. 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 279 p, 2011.

BOGDAN, R. BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto Editora, 337 p., 1982.

BRASIL. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica; Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão; Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: MEC; SEB; DICEI, 2013. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13448- diretrizes-curiculares-nacionais-2013-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 16 abr. 2020.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base – Ensino Médio. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_sit e_110518.pdf. Acesso em: 20 abr. 2020.

CARVALHO, J. A. B.; BARBEIRO, L. F. Reproduzir ou construir conhecimento? Funções da escrita no contexto escolar português. Rev. Bras. de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 54, p. 609-628, 2013. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413- 24782013000300006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 20 abr. 2020.

FERREIRA, L. N. de A.; QUEIROZ, S. L. Textos de Divulgação Científica no Ensino de Ciências: uma revisão. ALEXANDRIA: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.

, n. 1, p. 3-31, 2012. Disponível em:

<https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37695/28866>. Acesso em: 12 Dez. 2019.

HORNES, A.; SANTOS, S. A. dos. A leitura científica como recurso didático para a aprendizagem significativa no estudo da física. Polyphonía, v. 26, n. 2, p. 471-483, 2015.

LEITE, A. E. Leitura no Ensino de Física: Concepções, sentidos, possibilidades e dificuldades segundo o olhar dos professores. 2008. 137f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008. Disponível em:

<http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/Ciencias/Disse rtacoes/dissertacao_2008_leite.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

RODRIGUES, M. A. A leitura e a escrita de textos paradidáticos na formação do futuro professor de Física. Ciência & Educação, Bauru, v. 21, n. 3, p. 765-781, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v21n3/1516-7313-ciedu-21-03-0765.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

SÃO PAULO. Secretaria do Estado de Educação. Currículo do Estado de São Paulo: Ciências da Natureza e suas tecnologias. São Paulo: SEE, 2011.

SÃO PAULO. Secretaria do Estado de Educação. Guia de transição do Estado de São Paulo: Ciências da Natureza, 3º bimestre. São Paulo: SEE, 2019.

SETLIK, J.; HIGA, I. Contribuições e Dificuldades de Práticas de Leitura e Escrita para Ensinar e Aprender Física no Ensino Médio: Reflexões à Luz da Cultura Escolar. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, p. 449-482, 2019. Disponível em: <https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4949/12824>. Acesso em: 14 Fev. 2019.

SETLIK, J.; HIGA, I. Percepções de estudantes de um curso de licenciatura em física sobre a leitura e a escrita no ensino e na aprendizagem de física. ACTIO: Docência em Ciências, v. 3, n. 2, p. 18-38, 2018. Disponível em:

<https://periodicos.utfpr.edu.br/actio/article/view/7446/5153>. Acesso em 20 abr. 2020.

Publicado
2020-08-08
Como Citar
MARTINS GALVÃO, I. C.; ASSIS, A. Conceitos de Astronomia: Análise a partir de textos escritos pelos alunos. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 5, p. 37-52, 8 ago. 2020.