Laboratório epistemológico na formação inicial de professores de Física: Aproximações, limites e possibilidades.

  • Sabrinna Aparecida Rezende Macedo Universidade Federal de Goiás https://orcid.org/0000-0001-5518-8731
  • Juan Bernardino Marques Barrio (in memoriam) Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Experimentação, História e Filosofia da Ciência, Epistemologia

Resumo

O presente artigo defende a ideia de que, para que sejam melhor contempladas no Ensino Médio as atividades experimentais e as abordagens histórico-filosóficas, antes, é necessário que durante a formação inicial os professores vivenciem estas duas instâncias formativas. Acredita-se, neste trabalho que tais instâncias formativas são capazes de colaborar para a consolidação da personalidade epistemológica dos futuros professores, possibilitando-lhes repensar a experimentação e visualizar as várias possibilidades de abordagens. Este estudo aponta para a possível aproximação entre os laboratórios Tradicional e Epistemológico, desde que ajustadas algumas questões como o tempo das aulas e maior flexibilidade em relação aos procedimentos exigidos no Laboratório Tradicional.

Referências

ALVES FILHO, J. P. Atividades experimentais: do método à prática construtivista. 2000a. 312 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Ciências da Educação, UFSC, Florianópolis.

ALVES FILHO, J. P. Regras da transposição didática aplicadas ao laboratório didático. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 17, n. 2, 2000b.

ANDRADE, J. A. N. Contribuições formativas do Laboratório Didático de Física sob o enfoque das racionalidades. 2010. 168 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência). Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru.

ARAÚJO, M. S. T. de; ABIB, M. L. V. S. Atividades Experimentais no Ensino de Física: Diferentes Enfoques, Diferentes Finalidades. Revista Brasileira de Ensino de Física, 25, 2, 176-194, 2003.

BACHELARD, G. A Epistemologia: trechos escolhidos. Lisboa: Edições 70, 1971.

BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

BACHELARD, G. O novo espírito científico. RJ: Tempo brasileiro, 2000. (Coleção Biblioteca Tempo Universitário, 12)

BEN-DOV, Y. Convite à Física. (Tradução: Maria Luiza de X. Borges) – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1996. (Coleção Ciência e Cultura).

BORGES, A. T. Novos rumos para o laboratório escolar de ciências. In: STUDART, N. (Org). Física: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica, 2006. (Coleção Explorando o Ensino; volume 7).

BRAGA, M.; GUERRA, A.; REIS, J.C. A Física Experimental numa perspectiva histórico- filosófica. In: PEDUZZI, Luiz O. Q.; MARTINS, A. F. P.; FERREIRA, J. M. H. Temas de

História e Filosofia da Ciência no Ensino. Natal: EDUFRN, Cap. 8, p. 211-228, 2012.

CACHAPUZ, A. et al. (Org.). A necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

DEMO, P. Professor do futuro e reconstrução do conhecimento. 6. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

FARIAS, A. J. O. A construção do laboratório na formação do professor de Física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 9, n. 3, p. 245-251, 1992.

FERNÁNDEZ, I. et al. Visiones deformadas de la ciencia transmitidas por la enseñanza. Enseñanza de las Ciencias, Barcelona, v. 20, n. 3, p. 477-488, 2002.

GIORDAN, M. O Papel da Experimentação no Ensino de Ciências. Química Nova na Escola, n. 10, p. 43-49, 1999.

GRANDINI, N. A.; GRANDINI, C. R. Os Objetivos do Laboratório Didático na Visão dos Alunos do Curso de Licenciatura em Física da UNESP-Bauru. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 6, n. 3, p. 251-256, 2004.

GRANDINI, N. A.; GRANDINI, C. R. A Importância e Utilização do Laboratório Didático na Visão de Alunos Recém Saídos do Ensino Médio. In: XVII Simpósio Nacional de Ensino de Física, 2007, São Luís (MA). CDROM do XVII Simpósio Nacional de Ensino de Física. São Paulo – (SP): Sociedade Brasileira de Física, p. 01-06, 2007.

GRANDINI, N. A.; GRANDINI, C. R. Laboratório Didático: Importância e utilização no processo de ensino-aprendizagem. In: XI ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 2008, Curitiba (PR). Resumos... XI Encontro de Pesquisa em Ensino de Física, 2008, Curitiba (PR). São Paulo: Sociedade Brasileira de Física, 2008.

HODSON, D. Hacia un enfoque, más crítico del trabajo de laboratorio. Enseñanza de las ciencias: revista de investigación y experiencias didácticas, v. 12, n. 3, p. 299-313, 1994.

HYGINO, C. B.; MARCELINO, V. S.; LINHARES, M. P. Formação inicial de professores de Física: planejamento de aulas inovadoras. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 6, n. 2, p. 1-19, 2015.

JAMMER, M. Conceitos de força: estudo sobre os fundamentos da dinâmica. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2011.

MARTINS, A. F. P. História e filosofia da ciência no ensino: há muitas pedras nesse caminho. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 24, n. 1, p. 112-131, 2007.

MATTHEWS, M. R. História, filosofia e ensino de ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Catarinense de Ensino de Física, 12(3), p. 164-214, 1995.

McCOMAS, W. F. The principal elements of the nature of science: dispelling the myths. The Nature of Science in Science Education: Rationales and Strategies, p. 53-70, 1998.

MELLADO, V. Preservice teachers' classroom practice and their conceptions of the nature of science. Science & Education, Dordrecht, v. 6, n. 4, p. 331-354, 1997.

MOREIRA, M. A.; LEVANDOWSKI, C. E. Diferentes abordagens ao ensino de laboratório. Porto Alegre: Ed. da Universidade, UFRGS, 1983.

NASCIMENTO, R. P.; SANTIAGO, R. A. Produção do conhecimento científico e formação de professores: uma análise do processo e suas perspectivas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 3, p. 369-376.

OLEQUES L. C. et al. Reflexões acerca das diferentes visões sobre a natureza da ciência e crenças de alunos de um curso de Ciências Biológicas. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 12, n. 1, p. 110-125, 2013.

RIBEIRO, M. S.; FREITAS, D. S.; MIRANDA, D. E. O ensino de laboratório de Física na UEFS: considerações teórico-pedagógicas. Sitientibus, Feira de Santana, n. 16, p.123- 130, jan./jun. 1997.

ROSA, C. W. Concepções teórico-metodológicas no laboratório didático de física na Universidade de Passo Fundo. Revista Ensaio, v. 5, n. 2, p. 13-27, 2003.

ROSA, K.; PENIDO, M. C. M. A inserção de História e Filosofia da Ciência no ensino de ciências e a formação de professores de Física. V Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências.

ROSA, C. W.; ROSA, A. B. O ensino de Física na Universidade de Passo Fundo: uma investigação nos objetivos das atividades experimentais. Educere, v. 11, n. 37, p.327- 332, 2007.

ROSELLA, M. L. A. Contextualização e Laboratório Didático no ensino médio: as contribuições do trabalho prático no ensino de Física. 2010. 194 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências, UNESP.

ZIMMERMANN, E.; BERTANI, J. A. Um novo olhar sobre os cursos de formação de professores. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 20, n. 1, p. 43-62, 2003.

Publicado
2020-08-08
Como Citar
MACEDO, S. A. R.; BARRIO (IN MEMORIAM), J. B. M. Laboratório epistemológico na formação inicial de professores de Física: Aproximações, limites e possibilidades. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 5, p. 114-131, 8 ago. 2020.