A explicação como tipo textual nos livros didáticos de ciências naturais – aproximações teórico-metodológicas

Palavras-chave: Conhecimento científico, Revisão sistemática, Explicação

Resumo

Investigar sobre explicação em livros didáticos de Ciências é ir à busca do modo didático-pedagógico de dizer o conhecimento científico acerca dos fenômenos físicos, químicos e biológicos. Assim, ressaltamos que, dentre os tipos textuais que compõem o livro didático, a explicação é um requisito chave para o ensino e aprendizagem em Ciências. Dado o fato da importância da explicação dos conteúdos nos livros didáticos, este trabalho tem por objetivo apresentar um panorama das pesquisas que envolvem o livro didático de Ciências, com destaque àqueles que abordam a explicação de conteúdos. Para tanto, buscamos a revisão sistemática de literatura a respeito de estudos sobre a explicação nos livros didáticos de Ciências em 08 periódicos da área de educação-ensino. Como resultado, localizamos 63 artigos que abordam o livro didático de Ciências. Destes materiais, apenas 08 trabalhos estão relacionados com a explicação nos livros didáticos. Entretanto, os autores a tomam para tratamento dos dados das pesquisas sem um aprofundamento teórico entre os aspectos estruturais e linguísticos-discursivos da explicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirtes Ribeiro Lira, UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO
Atualmente é professora adjunta da Universidade de Pernambuco, do Programa de Pós-Graduação em Educação – Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares - Mestrado Profissional – da Universidade de Pernambuco campus Petrolina Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestra em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco, Especialista em Educação Especial e Graduada em Psicologia e Pedagogia. Tem experiência profissional em Coordenação Pedagógica, Orientação Educacional/Profissional e Gestão Escolar. Líder do grupo de pesquisa Linguagem, cognição e subjetividade, membro do Grupo de Pesquisa Educação em Ciências Naturais da UFPE e membro do Grupo de Pesquisa Laboratório de Pesquisa em Políticas Publicas, Currículo e Docência - LAPPUC, da UFPE. Atuando principalmente, nos seguintes temas: práticas discursivas e pedagógicas, currículo e formação docente e ensino de ciências.

Referências

AMARAL, E. M. R. & MORTIMER, E. F. Uma metodologia para análise da dinâmica entre zonas de um perfil conceitual no discurso da sala de aula. In: F. M. T. SANTOS e GRECA, I. M. (Org.). A pesquisa em ensino de ciências no Brasil e suas metodologias (Ijuí: Ed. Unijuí, 2006, p. 239-296.

AZEVEDO, L.B.S.; FIREMAN, E.C. Sequência de ensino investigativa: problematizando aulas de ciências nos anos iniciais com conteúdos de eletricidade. REnCiMa, v.8, n.2, p.143-161, 2017. Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1821 Acesso em: 15 jan. 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BARREIRO, M. J. e FILHO, H. O. Análise de livros didáticos sobre o tema "morcegos". Ciência & Educação, Bauru, v. 22, n. 3, p. 671-688, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132016000300671&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 10 jun. 2018.

CHOPPIN, A. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educ. Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 549-566, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151797022004000300012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 15 jan. 2018.

DAGHER, Z e COSSMAN, G. Verbal Explanations Given by Science Teachers: Their NatureImplications. Journal of Research in Science Teaching, 29, n. 4, p. 361-374, 1992. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1002/tea.3660290405. Acesso em: 20 mar. 2018.

D’AQUINO R., M. O uso do livro didático de ciências na educação básica: uma revisão dos trabalhos publicados. Revista Contexto & Educação, 32, p.55-86, 2017. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/issue/view/204. Acesso em: 18 abr.2018.

FREITAS, E. O. e MARTINS, I. Concepções de saúde no livro didático de ciências. Ens. Pesqui. Educ. Ciênc., Belo Horizonte, v. 10, n. 2, p.235-256, 2008. . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198321172008000200235&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 12 jun. 2018.

GALIETA-NASCIMENTO, T. e MARTINS, I. O texto de genética no livro didático de ciências: uma análise retórica crítica. Investigações em Ensino de Ciências. V.10. n. 2, p. 255-278, 2005. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/519. Acesso: 21 abr. 2018.

GERARD, F-M e ROEGIERS, X. Concevoir et évaluer des manuels scolaires. Bruxelas. De Boeck-Wesmail, Porto, 1998.

GILBERT, J.; BOULTER, C. e RUTHERFORD, M. Models in explanations, Part 1: horses for courses? International Journal of Science Education. v.20, n.1, p. 83-97, 1998. Disponível em: www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/0950069980200106?journalCode=tsed20. Acesso em: 15 ago. 2018.

GILBERT, J. On the explanation of change in science and cognition. Science & Education, n.8. p. 543-557, 1999. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1023/A:1008648425947. Acesso em: 25 mai. 2018.

GRACIA, Á. L. C. Análisis de los contenidos sobre “permeabilidad” en los libros de texto de Educación Primaria. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. Vol. 5, n. 1, 2006. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen5/ART8. Acesso em: 15 mai. 2018.

HALBWACHS, F. Historia de la explicación en las Ciencias. In: La explicación en las ciencias. Ed. Martinez Roca: Barcelona, 1977.

HORWOOD, R. Explanation and description in science teaching. Science Education. vol. 72, n. 1, p.41-49, 1988.

JIMÉNEZ, A., M. P.e DIAS, B. J. Discurso de aula y argumentación em la clase de ciências: cuestiones teóricas e metodológicas. Enseñanza de las Ciencias, 21, n. 3, 2003. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/38990750.pdf. Acesso em: 15 mai. 2018.

LIMA, M. E. C. C.; Aguiar Junior, O. e De Caro, C. M. Formação de conceitos científicos: reflexões a partir da produção de livros didáticos. Ciência & Educação, Bauru, v. 17, n. 4, p. 855-871, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132011000400006&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 10 jun. 2018.

LUNA, S. V. Planejamento de pesquisa: uma introdução. São Paulo: EDUC, 2011.

MACHAMER, P. Philosophy of science: an overview for educators. Science & Education. n. 7, p. 1-11, 1998. Disponível em: http://web.utk.edu/~appalsci/docs/Philosophy_Sci_Machamer_98.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018

MARTINS, I. e VILLANI, C. E. P. Onda ou partícula: argumentação e retórica na aprendizagem da natureza da luz. Em: Atas do VII Encontro de Pesquisa em Ensino de Física. Florianópolis, p. 27-31, 2000.

MOHR, A. Análise do conteúdo de 'saúde' em livros didáticos. Ciência & Educação, Bauru, v. 6, n. 2, p.89-106, 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132000000200002&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 10 jun. 2018.

MORTIMER, E. F. e SCOTT, P. H. Analysing discourse in the science classroom. In: J. Leach, J.; R.Millar e J. Osborne (Eds.). Improving Science Education: the contribution of research. Milton Keynes: Open University Press, 2000.

NASCIMENTO, T. G.; MARTINS, I. O texto de genética no livro didático de ciências: uma análise retórico-crítica. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 10, n. 2, p. 255-278, 2005. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/519. Acesso em: 21 abr. 2018.

NORRIS, S.P., GUILBERT, S.L., SMITH, M.L., HAKIMELAHI, S. e PHILLIPS, L.M. A theoretical framework for narrative explanation in science. Science Education. n. 89, p. 535-563, 2005. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/346c/f42cb8bf2b3a4279f022aeb0f1ba87e2ac14.pdf. Acesso em: 20 mar. 2018.

OGBORN, J. KRESS, G., MARTINS, I. e MCGILLICUDDY, K. Explaining science in the classroom. Buckingham: Open University Press, 1996.

PEREIRA, L. L. O desenvolvimento de competências científicas nas perspectivas do ensino de ciências por investigação e do programa internacional de avaliação de estudantes: a procura de pontos de convergência e tensão. Dissertação Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências – PPGEC, UESC, Santa Catarina, 2016.

PEZARINI, A. R; MACIEL, M. D. O ensino de ciências pautado nos vieses cts e das questões sociocientíficas para a construção da argumentação: um olhar para as pesquisas no contexto brasileiro. REnCiMa, v. 9, n.5, p. 169-188, 2018. Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1821. Acesso em: 10 abr. 2019.

PINHAO, F.; MARTINS, I. Diferentes abordagens sobre o tema saúde e ambiente: desafios para o ensino de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 18, n. 4, p. 819-836, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132012000400006&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 10 jun. 2018.

PRAIA, J.; CACHAPUZ, A. Concepções epistemológicas dos professores portugueses sobre o trabalho experimental. Revista Portuguesa de Educação, v. 11, n. 1, p. 71-85, 1998. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/rpe/search/search. Acesso em: 10 set. 2018.

RICHAUDEAU, F. Conception et production ees manuels scolaires: guide pratique. Paris: Unesco, 1979.

RUPPENTHAL, R. e SCHETINGER, M. R. C. O sistema respiratório nos livros didáticos de ciências das séries iniciais: uma análise do conteúdo, das imagens e atividades. Ciência & Educação, Bauru, v. 19, n. 3, p. 617-632, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132013000300008&lng=e&nrm=iso. Acesso em: 10 jun. 2018

SANTOS, C. R. S. A mediação do livro didático de Física em um processo de ensino-aprendizagem. Dissertação Mestrado, Universidade Metodista de Piracicaba, Programa de Pós-Graduação em Educação, Piracicaba, 2001.

SANTOS, F. M. T. e GRECA, I. M. A pesquisa em ensino de ciências no Brasil e suas metodologias. Ijuí: Unijuí, 2007.

UNSWORTH, L. Evaluating the language of different types of explanations in junior school science texts.International Journal Science Education. v. 23, n. 6, p. 585-609, 2001. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/09500690010006473. Acesso em: 15 ago. 2018.

Publicado
2020-10-18
Como Citar
LIRA, M.; TEIXEIRA, F. A explicação como tipo textual nos livros didáticos de ciências naturais – aproximações teórico-metodológicas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 6, p. 55-72, 18 out. 2020.
Seção
Relatos de Pesquisa