A ludicidade e/ou lúdico no ensino de Química: uma investigação nos trabalhos apresentados no Eneq

Palavras-chave: Ensino de Química

Resumo

A ludicidade possibilita a articulação das dimensões do eu, o seu estado de espírito e vivências. Ela pode ser pensada na educação para potencializar tanto na formação de professores quanto no desenvolvimento de estratégias e recursos didáticos que aprimorem o ensino na busca de uma aprendizagem de qualidade. Diante disso, o objetivo desta pesquisa foi investigar como a ludicidade vem sendo abordada nas pesquisas na área de ensino de Química. Foi realizado uma pesquisa qualitativa, do tipo análise documental nos anais dos três últimos Encontros Nacionais de Ensino de Química. Os dados obtidos foram analisados mediante a técnica da análise de conteúdo e organizados em quatro categorias: Tipos de Trabalhos; Linhas Temáticas do ENEQ; Assuntos Químicos abordados nos trabalhos; Entendimento de lúdico e ludicidade. A maioria dos trabalhos configuram no formato de resumo simples e se concentram nas linhas temáticas “Ensino e Aprendizagem” e “Materiais Didáticos para o Ensino de Química”. A maior parte dos assuntos abordados foram do primeiro ano do Ensino Médio. O entendimento de ludicidade foi limitado e direcionado para Jogos. É importante se pensar em estudos mais aprofundados sobre a Ludicidade, formando pesquisadores capazes de promover um ensino de química de qualidade, diferenciado, criativo e sensível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, D. M. M. O saber lúdico na formação do professor. In: ANDRADE, D. M. M.; ABREU, R. (Org.). Formação de professores e ludicidade: sobre sonhos possíveis.Curitiba: CRV, 2019. p. 19-37.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

CUNHA, M. B et al. Jogos no Ensino de Química: uma análise dos trabalhos apresentados no ENEQ. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA - ENEQ,16., 2012, Salvador. Anais ... Salvador: UFBA, 2012.

CHASSOT, A. Para Que(m) é Útil o Ensino? 3. ed. Ijuí, RS: Unijuí, 2014.

COSTA, L. C.; GUERATO, E. Jogos Pedagógicos & Oficinas: uma parceria nas aulas de Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 3, p. 304-313, 2012.

CRUZ, L. B. S.; SILVA, M. A. A.; SILVA; M. G. A. A. A Ludicidade se faz presente: caminhos teórico-práticos que conduzem o fazer da ação humana. In: ANDRADE, D. M. M.; ABREU, R. (Org.) Formação de professores e ludicidade: sobre sonhos possíveis. Curitiba: CRV, 2019. p. 117-134.

DAVILLA, C.; LEAL, L. A. B. Docência universitária e metáfora lúdica mediada pelas tecnologias digitais. Revista Teias, v. 13, n. 30, p. 197-207, 2012.

D'ÁVILA, C. M. Didática lúdica: saberes pedagógicos e ludicidade no contexto da educação superior. Revista Entreideias: Educação, Cultura e Sociedade, v. 3, n. 2, p. 87- 100, 2014.

ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA - ENEQ, 16., 2012, Salvador.Anais... Salvador: UFBA, 2012.

ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA - ENEQ, 17., 2014, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto: UFOP, 2014. .

ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA - ENEQ, 18., 2016, Florianópolis.Anais...Florianópolis: UFSC, 2014.

FERRAZ, R. C. S. N.; FERREIRA. L. G. O ato de ensinar como estado de ludicidade. In: ANDRADE, D. M. M.; ABREU, R. (Org.). Formação de professores e ludicidade: sobre sonhos possíveis. Curitiba: CRV, 2019. p. 77-86.

GARCEZ, E. S. C. O Lúdico em Ensino de Química: um estudo do estado da arte. 2014. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática)- Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014. Disponível em: https://mestrado.prpg.ufg.br/up/97/o/Edna_Sheron_da_Costa_Garcez.pdf. Acesso em 4 fev. 2019.

LOPES, M. C. Design de Ludicidade. Revista Entreideias, Salvador, v. 3, n. 2, p. 25-46, jul./dez. 2014.

LUCKESI, C. Ludicidade e formação do educador. Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade, v. 3, n. 2, p. 13-23, 2014.

MASSA, M. S. Ludicidade: da Etimologia da Palavra à Complexidade do Conceito. Aprender - Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, n. 15, p. 111-130, 2015.

NETO, H. S. M.; PINHEIRO, B. C. S.; ROQUE, N. F. Improvisações teatrais no ensino de Química: interface entre teatro e ciência na sala de aula. Química nova na escola, n. 2,p. 100-106, 2013. .

PALHETA JUNIOR, A. R. et al. Jogo Didático como instrumento mediador no ensino de nomenclatura de Hidrocarbonetos. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 5, p. 114-132, 2018.

PORTELA, C. P. J.; ALMEIDA, C. V. P. J.; BOMFIM, L. F. Ludicidade e Deficiência: contribuições dos postulados da teoria sócio-histórico-cultural. In: ANDRADE, D. M. M.; ABREU, R. (Org.). Formação de professores e ludicidade: sobre sonhos possíveis. Curitiba: CRV, 2019. p. 87-98.

PUGLISI, M. L. FRANCO, B. Análise de conteúdo. 2. ed. Brasília: Líber Livro, 2005.

RABELLO, R. S. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é: arte e ludicidade na formação do professor. In: D’ÁVILA, C. M. (Org.). Ser professor na contemporaneidade: desafios, ludicidade e protagonismo. 2. ed. Curitiba: CRV, 2013.

ROSA, P. R. S. Uma Introdução a Pesquisa Qualitativa em Ensino de Ciências.Campo Grande: UFMS, 2013.

SANTANA, E. M.; REZENDE, D. B. Ludicidade, Atividades Lúdicas e Jogos como instrumentos mediadores da aprendizagem de Ciências Naturais/Química. In: SANTANA,

E. M.; SILVA, E. L. (org.). Tópicos em Ensino de Química. São Carlos: Pedro & João Editores, 2014. p. 139-172.

TOZONI-REIS, M.F.C. Metodologia da Pesquisa. 2. ed. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

Publicado
2020-07-22
Como Citar
SILVA, M. A. A. DA; FERREIRA, L. G.; SILVA, J. G. DA. A ludicidade e/ou lúdico no ensino de Química: uma investigação nos trabalhos apresentados no Eneq. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 4, p. 39-57, 22 jul. 2020.
Seção
Artigos Gerais