JOGOS COOPERATIVOS E ARGUMENTAÇÃO: POTENCIALIDADES PARA A PROMOÇÃO DO PENSAMENTO CRÍTICO E REFLEXIVO NO ENSINO DE MATEMÁTICA

Carlos Antonio da Silva Lopes, Kátia Calligaris Rodrigues, Sylvia Regina de Chiaro Ribeiro Rodrigues

Resumo


O presente artigo tem como principal objetivo discutir as potencialidades de jogos em uma perspectiva cooperativa para a promoção de processos argumentativos em sala de aula, isto pensado com o intuito de propiciar o desenvolvimento do pensamento crítico e reflexivo no ensino de Matemática. Para tanto, se optou por uma pesquisa de cunho bibliográfico para levantamento e sistematização dos conceitos acerca dos temas envolvidos na pesquisa a fim de descrever essas potencialidades educativas, e, concomitantemente, realizamos análises dos documentos curriculares oficiais (Nacionais e regionais) visando identificar o que propõem os mesmos no que concerne ao ensino da Matemática. Descrevemos que, em todos os documentos analisados, a cooperação e o pensamento crítico são propostas para o trabalho em sala de aula, e, em seguida, justificamos as correlações das possíveis potencialidades dos Jogos Cooperativos (JC) para promover os processos argumentativos de acordo com os autores pesquisados. Concluímos que o professor, por meio de ações discursivas específicas, convicto da potencialidade da Argumentação e utilizando um jogo na perspectiva cooperativa, possibilitará aos alunos tornarem-se indivíduos críticos e reflexivos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v11i3.2293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2179-426X

Principais Indexadores e Banco de Dados 

   4fscprrsdbplgx1korycxmt8hz22jwbgfztn2wy3tm8yqmxkqtam7cpmcsaml9ttq_400      base_sumarios-org_696      logo-oei_400      latindex_376 diadorimq_600

 

Licença Creative Commons
A REnCiMa está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional