Concepções de experimentação de professores de Ciências

Palavras-chave: Ensino de Ciências, Experimentação, Reflexão

Resumo

Na pesquisa, investigou-se as diferentes concepções dos docentes de algumas escolas municipais de Paragominas/PA em relação à experimentação no Ensino de Ciências (EC) e seu uso nas práticas educativas no Ensino Fundamental (EF). De cunho qualitativo-descritivo para a coleta de dados a pesquisa utilizou um questionário com perguntas abertas objetivando identificar e compreender estas concepções a partir dos estudos de Educação em Ciências. Identificou-se três perspectivas: experimentação para comprovar a teoria, experimentação para compreensão do conteúdo; experimentação como motivação no EC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Sérgio Araújo Silva, Universidade do Estado do Pará
Prof. Doutor em Educçãoem Ciencias Matemática,  professor da UEPA, coordenador do Campus VI, professor de disciplinas de Química, Ensino de Química e Ensino de Ciências. Investigando a formação docente e a reflexão epistemológica da ciência; as relações CTS;e  a educação ambiental.

Referências

AMARAL, I. A. Conhecimento formal, experimentação e estudo ambiental. Ciência e Ensino, n. 3, p. 10-15, dez. 1997. Disponível em http://200.133.218.118:3535/ojs/index.php/cienciaeensino/article/viewFile/23/30. Acesso: 12 out. 2018.

ARISTÓTELES. Metafísica. 2ª ed. tradução, introdução e comentários de Giovanni Reale. São Paulo: Edições Loyola, 2002, p. 131.

ARRUDA, Sergio de M; LABURU, Carlos E. Considerações sobre a função do experimento no ensino de ciências. In: NARDI, Roberto. Questões atuais no ensino de ciências. 2. ed. São Paulo: Escrituras Editora, 2009. 110 p.

BACON, FRANCIS. Novum Organum. Tradução e notas: José Aluysio Reis de Andrade. eBooksBrasil.org. 2002. Disponível em http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/norganum.html. Acesso: 10 julho 2020.

BACON, Roger. Opus Majus. BURKE, Robert Belle. New Yorque. 1962.

CACHAPUZ et al. (Org.). A Necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CHALMERS, A. F.; FIKER, R. O que é ciência afinal? São Paulo: Brasiliense, 1993.

CHIBENI, Silvio Seno. Algumas observações sobre o “método científico”. Notas de aula. 2006c. Disponível em: http://www.unicamp.br/~chibeni/textosdidaticos/metodocientifico. pdf. Acesso: 3 out. 2018.

COMTE, Auguste. Catecismo Positivista /seleção de textos de José Arthur Giannotti; traduções de José Arthur Giannotti e Miguel Lemos. Coleção - Os Pensadores, São Paulo: Abril Cultural, 1978. Disponível em: https://cesarmangolin.files.wordpress.com/2010/02/colecao_os_pensadores_auguste_co mte_-_obra_e_vida.pdf. Acesso em 4 agost. 2018.

FRANCISCO, Alyson Bueno. CIÊNCIA NO CREPÚSCULO DO MEDIEVO: REFLEXÕES FILOSÓFICAS DE ROGER BACON. Anais do II Encontro de Pós-Graduação do Núcleo de estudos sobre Antiguidade e Medievo 25 e 26 de abril de 2018 UNESP Faculdade de Ciências e Letras de Assis. Disponível em file:///C:/Users/lenovo/Downloads/trabalhoHistriaAssis2018.pdf. Acesso em: 2 dez.2019.

FRANCISCO JUNIOR, W. E.; FERREIRA, L. H.; HARTWIG, D. R. Experimentação problematizadora: fundamentos teóricos e práticos para a aplicação em salas de aula de Ciências. Química Nova na Escola, n. 30, p. 34-41, nov. 2008. Disponível em http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc30/07-PEQ-4708.pdf. Acesso em: 6 agost. 2018.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à pratica educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas S.A, 2008.

GIORDAN, Marcelo. O papel da experimentação no ensino de ciências. Química Nova na Escola, v. 10, n. 10, p. 43-49, 1999. Disponível em http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc10/pesquisa.pdf. Acesso em: 12 dez. 2017.

GONÇALVES, T. V. O. A atividade prática no ensino de ciências: uma pesquisa narrativa sobre usos e significados na minha trajetória docente. In: GONÇALVES, T. V. O. et al. (Org.). Educação em Ciências: concepções e práticas de docência e formação. Belém: EDUFPA, 2009. 140 p., v. 51.

HODSON, D. Hacia un enfoque más crítico del trabajo de la laboratorio. Enseñanza de las Ciencias, v. 12, n 3, p. 299-313, 1994. Disponível em https://www.raco.cat/index.php/Ensenanza/article/view/21370. Acesso em: 12 dez. 2017.

LOPES, A. R. C. A disciplina Química: Currículo, Epistemologia e História. Episteme, Porto Alegre, v.5, n.3, p.119-142, 1998.

KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. 9. ed. São Paulo: Editora Perspectiva S.A, 2005.

MALDANER, O.A. A formação inicial e continuada de professores de Química. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

MARTINELI, T. A. P.; MOREIRA, J. A. S. A produção do conhecimento científico na universidade medieval: Roger Bacon e a gênese do empirismo. Revista Filosofia Capital, vol. 9, n. 16, p. 37-48, jan./dez. 2014. Disponível em http://www.filosofiacapital.org/ojs-2.1.1/index.php/filosofiacapital/article/view/285. Acesso em: 12 jan. 2018.

MORIN, E. Ciência com consciência. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

PEREIRA, B. B. Experimentação no ensino de ciências e o papel do professor na construção do conhecimento. Cadernos da FUCAMP, v. 9, n. 11, 2010. Disponível em http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/view/176> Acesso em: 11 nov. 2017.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. D. Metodologia do trabalho cientifico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil: FEEVALE, 2013. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad1538f3aef538/Ebook%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf.Acesso em: 10 mai. 2017.

REGINALDO, C. C.; SHEID, N. J.; GÜLLICH, R. I. C. Ensino de ciências e a experimentação. In: ANPED SUL, 9. 2012, Rio Grande do Sul. Anais eletrônicos... Rio Grande do Sul: Universidade de Caxias do Sul, 2012. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/pape/viewFile/2782/28 6. Acesso em: 10 mai. 2017.

SAVIANI, D. Escola e democracia. Campinas: Autores Associados, 1993.

SECCO, Márcio. Verdade e método em Francis Bacon. Dissertação (mestrado em ...; orientador: Prof. Dr. ...) – Programa de Pós-graduação em Filosofia, no Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

SILVA, Isca; VASCONCELOS, Tomás Noel Herrera; AMARAL, Carmem Lúcia Costa. Aplicação de uma atividade experimental investigativa para o ensino de tratamento de água. REnCiMa, v. 9, n. 1, p. 50-59, 2018. Disponível em http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1549/945. Acesso em 19 jan. 2019.

SILVA, F. M. D. sobre a indução em Francis Bacon. Urutágua, Maringá - Paraná, p. 14, dez. 2008. Disponível em http://www.urutagua.uem.br/014/14silva_fernando.htm. Acesso em: 15 set. 2017.

SILVA, G. R. História da Ciência e experimentação: perspectivas de uma abordagem para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Revista Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 121-132, jan. | jun. 2013.

SKANDAR, J. I.; LEAL, M. R. Sobre positivismo e educação. Revista Diálogo e Educação, v. 3, n. 7, p. 89-94, 2002. Disponível em https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/4897. Acesso em: 22 set. 2017.

SOUZA, A. C. A experimentação no ensino de ciências: importância das aulas práticas no processo de ensino aprendizagem. 2013. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/4718/1/MD_EDUMTE_II_2012_20.pdf.Acesso em: 2 set. 2017

VYGOTSKY, L.S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

ZABlELA, Fernanda Ponticelli; ZUCOLOTTO, Andréia Modrzejewski. A experimentação nos cursos de licenciaturas em Química na modalidade a distância. REnCiMa, v. 9, n.4, p. 21-37, 2018. Disponível em http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1298/1024. Acesso em: 05 de abr. 2019.

Publicado
2020-11-20
Como Citar
SILVA, P. S.; LIMA, J. Concepções de experimentação de professores de Ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 7, p. 159-179, 20 nov. 2020.