ABORDAGEM DO CONTEÚDO DE FRAÇÕES A PARTIR DO PROGRAMA NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO

Marcia Lima Corrêa, Graciela Paz Meggiolaro, Ana Queli Mafalda Reis

Resumo


A educação passa atualmente por um momento crucial, pois o nosso ensino é criticado, sobretudo pelo baixo desempenho dos alunos e pelas políticas públicas que o envolvem. Na educação matemática encontramos resultados insatisfatórios com relação à sua aprendizagem nos diversos níveis de ensino, ou seja, desde a pré-escola até a universidade. O objetivo da pesquisa é analisar de que forma o conceito de frações é abordado nas coleções de livros didáticos de matemática indicados no PNLD, verificando sua eficácia para o ensino bem como as possibilidades de mudança na Educação Básica. A metodologia utilizada foi a partir da teoria de Bardin (2011) que prevê análise de conteúdo em três fases fundamentais. “A fase de pré-análise; exploração do material; e tratamento dos resultados, a inferência e a interpretação”. Os livros didáticos devem levar em conta as atividades lúdicas que são apresentadas em alguns livros, pois elas ajudam na construção do conhecimento dos alunos.  Para os livros que não apresentarem essas atividaes cabe ao professor tentar buscar essa diferenciação para os alunos. Por isso, é fundamental uma evolução na metodologia utilizadas no ensino, para tanto, se torna importante a escolha do Livro Didático (LD) por ser um dos mais importantes componentes do cotidiano escolar em todos os níveis de ensino.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v10i6.1993

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2179-426X

Principais Indexadores e Banco de Dados 

   4fscprrsdbplgx1korycxmt8hz22jwbgfztn2wy3tm8yqmxkqtam7cpmcsaml9ttq_400      base_sumarios-org_696      logo-oei_400      latindex_376 diadorimq_600

 

Licença Creative Commons
A REnCiMa está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional