Atividades investigativas com licenciandos de vários cursos: uma experiência formativa para o ensino de Ciências na Educação Básica

Palavras-chave: Formação docente, Ciências, Educação Básica, Atividades investigativas

Resumo

Embora as Ciências representem um conjunto de conhecimentos para se entender melhor a natureza que nos cerca, elas geralmente não fazem sentido para os estudantes da Educação Básica. Estamos diante de um problema de ensino que pode estar refletindo problemas de formação docente. Por isso é que decidimos apostar em um projeto que fez uso de atividades investigativas durante a formação inicial de docentes de Ciências que atuarão na Educação Básica. Mais do que discutir a importância da utilização dessa abordagem, a proposta foi a de que os licenciandos efetivamente participassem, avaliassem e produzissem atividades investigativas. O projeto, materializado sob a forma de uma disciplina optativa, foi desenvolvido com licenciandos de Química, Física, Biologia, Pedagogia e Educação Física na Faculdade de Educação de uma universidade pública. O objetivo foi o de que os futuros professores de Ciências se aprofundassem sobre os fundamentos teórico-metodológicos ligados à abordagem e que experimentassem de fato a realização e análise de atividades investigativas propostas sob formatos diferentes. As aulas se constituíram por leituras, exibições de vídeos, discussões, realização de atividades, produções textuais e apresentações em sala. Em nossa avaliação, o projeto pode ter contribuído efetivamente para a aprendizagem da docência desses futuros professores de Ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célio da Silveira Júnior, FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UFMG
Professor Adjunto A1 da Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) na área de ensino de Química. Doutor (2015) e Mestre em Educação (2012), Licenciado em Química (2006) e Bacharel em Administração (1997) pela UFMG. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente com os seguintes temas: formação de professores, ensino e aprendizagem de ciências, interculturalidade, livro didático e leitura.

Referências

AZEVÊDO, L. B. S.; FIREMAN, E. C. Sequência de ensino investigativa: problematizando aulas de Ciências nos anos iniciais com conteúdos de eletricidade. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, REnCiMa, v. 8, n .2, p.143-161, 2017.

CAMPOS, N. F.; SCARPA, D. L. Que Desafios e Possibilidades Expressam os Licenciandos que Começam a Aprender sobre Ensino de Ciências por Investigação? Tensões entre Visões de Ensino Centradas no Professor e no Estudante. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 2, p. 727-759, 2018.

CANDAU, V. M.; LELIS, I. A relação teoria-prática na formação do educador. Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: n. 55, p. 12-18, 1983.

CARDOSO, M. J. C.; SCARPA, D. L. Diagnóstico de Elementos do Ensino de Ciências por Investigação (DEEnCI): Uma Ferramenta de Análise de Propostas de Ensino Investigativas. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 1025-1059, 2018.

CARVALHO, A. M. P. Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Ensino por Investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 765-794, 2018.

CARVALHO, A. M. P. O ensino de Ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: CARVALHO, A. M. P. (org.). Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

CHASSOT, A. I. Para que(m) é útl o ensino da ciência. Presença Pedagógica. Belo Horizonte: v.1, n. 1, p. 35-44, 1995.

CUNHA, M. I. da. A docência como ação complexa: o papel da didática na formação de professores. In: ROMANOWSKI, J. P.; MARTINS, P. L. O.; JUNQUEIRA, S. R. A. Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champagnat, 2004.

FREITAS, L. C. Neotecnicismo e formação do educador. In: ALVES, N. (Org.). Formação de Professores – Pensar e Fazer. São Paulo: Cortez, 1992.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia. Ijuí: Editora Unijuí, 1998.

MILARÉ, T.; MARCONDES, M. E. R.; REZENDE, D. B. Discutindo a química do ensino fundamental através da análise de um caderno escolar de ciências do nono ano. Química Nova na Escola. São Paulo: SBQ, v. 36, n. 3, p. 231-240, 2014.

MORAES, R.; GALIAZZI, M.C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

SANTANA, R. S.; FRANZOLIN, F. O ensino de Ciências por investigação e os desafios da implementação na práxis dos professores. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, REnCiMa, v. 9, n. 3, p. 218-237, 2018.

SASSERON, L. H. Ensino de Ciências por Investigação e o Desenvolvimento de Práticas: uma Mirada para a Base Nacional Comum Curricular. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 1061-1085, 2018.

SASSERON, L. H. Alfabetização Científica, Ensino por Investigação e Argumentação: Relações entre Ciências da Natureza e Escola. Ensaio, v. 17, p. 49-67, 2015.

SASSERON, L. H.; JUSTI, R. Editorial – Apresentando o Número Temático sobre Ensino por Investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 761-764, 2018.

SCHNETZLER, R. Alternativas didáticas para a formação docente em Química. In: CUNHA, A. M. O. et al. (Orgs.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010

SMOLKA, A. L. B. A prática discursiva na sala de aula: uma perspectiva teórica e um esboço de análise. In: SIRGADO, A. P.; GÓES, M. C. R. (orgs.). Cadernos Cedes 24. Campinas: Cedes, 2000, p. 60-75.

SOLINO, A. P.; SASSERON, L. H. Investigando a significação de problemas em sequências de ensino investigativa. Investigações em Ensino de Ciências, 23, n. 2, p. 104-129, 2018.

SOLINO, A. P.; FERRAZ, A. T; SASSERON, L. H. Ensino por investigação como abordagem didática: desenvolvimento de práticas científicas escolares. In: XXI Simpósio de Nacional de Ensino de Física, 2015, Uberlândia. Anais... Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, p. 1-6, 2015.

SOUSA, R. S.; GALIAZZI, M. C. Compreensões acerca da Hermenêutica na Análise Textual Discursiva: marcas teórico-metodológicas à investigação. Contexto & Educação, Ano 31, n. 100, p. 33-55, 2016.

STUART, R. C.; MARCONDES, M. E. R. O processo de reflexão orientada na formação inicial de um licenciando de Química visando o Ensino por Investigação e a promoção da Alfabetização Científica. Ensaio, 20, e9666, p. 1-28, 2018.

Publicado
2020-11-20
Como Citar
SILVEIRA JÚNIOR, C. Atividades investigativas com licenciandos de vários cursos: uma experiência formativa para o ensino de Ciências na Educação Básica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 7, p. 139-158, 20 nov. 2020.