PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA COM ESTUDANTES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Bruna Bertoloni dos Santos, Luciana Maria Lunardi Campos

Resumo


 O ensino de Ciências no Ensino Fundamental permite o aprendizado de conceitos básicos, possibilitando ao aluno desenvolver habilidades de investigação, pensamento lógico e ético, garantindo sua inserção à cultura científica. Entretanto, esse ensino nos anos iniciais é descontextualizado, pois utiliza uma linguagem distante da realidade dos alunos, gerando desinteresse. É preciso estabelecer o diálogo entre os saberes populares e científicos. A temática “Plantas Medicinais” mostra-se uma forma de favorecer a aprendizagem, sendo reconhecida a necessidade da valorização das práticas tradicionais/populares. Neste texto, relatamos uma experiência que teve por objetivo elaborar e desenvolver uma proposta de ensino com o objetivo de promover a aprendizagem significativa sobre Plantas medicinais, por meio de atividades práticas diversas, buscando-se favorecer o diálogo entre os saberes científicos e as experiências dos alunos e a construção de novos conhecimentos. A proposta foi desenvolvida com aproximadamente 25 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, com faixa etária de nove a onze anos, de uma escola pública municipal de uma cidade do interior de São Paulo e sua análise mostra que os resultados foram positivos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v10i5.1940

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2179-426X

Principais Indexadores e Banco de Dados 

 4fscprrsdbplgx1korycxmt8hz22jwbgfztn2wy3tm8yqmxkqtam7cpmcsaml9ttq_400      base_sumarios-org_696      logo-oei_400      latindex_376 diadorimq_600

 

Licença Creative Commons
A REnCiMa está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional