Estudos brasileiros sobre o princípio da complementaridade na Educação Matemática

Palavras-chave: Educação Matemática, Princípio da Complementaridade na Educação Matemática, Análise de Conteúdo

Resumo

O Princípio da Complementaridade na Educação Matemática (PCEM) afirma que, para caracterizar totalmente certos conceitos ou ideias ligadas à Educação Matemática, às vezes, é necessário apresentar características desses conceitos ou ideias que, embora aparentemente contraditórias, complementam-se. O PCEM apoia-se na Semiótica de Peirce, suas raízes encontram-se na Filosofia de Immanuel Kant, sendo o termo Princípio da Complementaridade formulado pelo físico Niels Bohr. A aplicação do PCEM como metodologia de pesquisa em Educação Matemática começou por volta de 1970, com Prof. Dr. Michael Friedrich Otte, professor emérito da Universidade de Bielefeld na Alemanha, o qual mantém vínculos fortes com universidades brasileiras, tem orientado diversas teses e dissertações colaborando para a formação de uma nova geração de pesquisadores adeptos dessa metodologia. Mediante levantamento bibliográfico, objetivamos evidenciar e catalogar uma parcela da produção dos estudos brasileiros sobre o Princípio da Complementaridade na Educação Matemática. Esta pesquisa foi realizada seguindo a metodologia proposta em Análise de Conteúdo, de Laurence Bardin. Para tanto, foi realizado um levantamento no Banco de Teses e Dissertações fomentado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Por meio dessa coleta de dados, refletimos que, no Brasil, o PCEM configura-se como uma nova metodologia de pesquisa, a qual decididamente merece ser mais profundamente explorada e estudada, dada a multiplicidade no campo das aplicações e contribuições na e para a Educação Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Marcos Alexandre. TATSCH, Karla Jaqueline Souza. Epistemologia, História e Ensino de Matemática: Reflexões sobre formação e aprendizagem significativa. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Cruzeiro do Sul, v. 8, n.3, p. 78-93, 2017. Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1258/897. Último acesso em: 29 set. 2020.

AQUINO-PEREIRA, Marcos Jose de. Novas perspectivas da complementaridade entre educação não formal e formal: vislumbres do “Programa Educacional Girassol” em Águas de São Pedro. 2015. 228f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro Universitário Salesiano (UNISAL), Americana, 2015. Disponível em: https://unisal.br/wp-content/uploads/2016/03/Disserta%C3%A7%C3%A3o_Marcos-Jose-de-Aquino.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

BARBOSA, Everaldo Fernandes. A Complementaridade entre a Geometria e Álgebra: Um Caminho para à Busca de Significados Matemáticos. 2016. 218f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: http://repositorio.pgsskroton.com.br/bitstream/123456789/21799/1/EVERALDO%20FERNANDES%20BARBOSA.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2016.

BICUDO, M. A. V. GARNICA, A. V. M. Filosofia da Educação Matemática. Coleção Tendências em Educação Matemática, 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

BOHR, Niels Henrik David. Física atômica e conhecimento humano: ensaios 1932 – 1957. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1995.

BUENO, Miriam Lara Piloni Borges. Oralidade e Escrita: Uma Relação de Complementaridade. 2003. 90f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/253192/1/Bueno_MiriamLaraPiloniBorges_M.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

CORRÊA, Isabella Moreira de Paiva. Como se fala matemática? Um estudo sobre a complementaridade entre representação e comunicação na educação matemática. 2008. 154f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2008.

COSTA, Denise Kriedte da; CURY, Helena Noronha. Mapeamento de pesquisas interdisciplinares no Rio Grande do Sul: contribuição ao diálogo entre disciplinas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Cruzeiro do Sul, v. 7, n. 1, p. 59-73, 2016. Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1084/810. Último acesso em: 29 set. 2020.

DOUADY, Regine. Tool, Object, Setting, Window: Elements for Analysing and Constructing Didactical Situations in Mathematics. In: BISHOP, A. J.; van DORMOLEN; and MELLIN-OLSEN, S. (ed.). Mathematical knowledge: Its growth through teaching. Dordrecht: Reidel, 1991. p.109-103.

DUARTE, Samuel Gomes. A complementaridade entre análise e síntese nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. 2014. 98 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-06032015-162652/publico/SAMUEL_GOMES_DUARTE_rev.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

FONSECA, Rogério Ferreira da. A Complementaridade entre os aspectos intensional e extensional na conceituação de número real proposta por John Horton Conway. 2010. 182 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/10843/1/Rogerio%20Ferreira%20da%20Fonseca.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

FRANÇA, Sávio Mendes. Um Estudo Sobre Complementaridades Presentes na Construção da Teoria dos Números Complexos. 2017. 181 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: https://repositorio.pgsskroton.com/bitstream/123456789/12175/1/S%C3%A1vio%20Mendes%20Fran%C3%A7a%281%29.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

KANT, Immanuel (1787). Crítica da razão pura. Tradução de Manuela Pinto dos Santos, 5. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

KORZYBSKI, Alfred. [1941] Science and sanity. 5. ed. New York: Institute of General Semantics, 1995.

KUYK, Willem. Complementarity in mathematics. Dordrecht: Reidel Publishing, 1977.

LOPES, Thiago Beirigo; WIELEWSKI, Gladys Denise; SÁ, Pedro Franco de. Levantamento da produção acadêmica em teses e dissertações brasileiras sobre ensino e aprendizagem de números decimais no período de 1995 a 2015. Revista de Ensino de Ciências e de Matemática. Cruzeiro do Sul, v. 8, n.3, p. 78-93, 2018. Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1538/1030. Último acesso em: 29 set. 2020.

NASCIMENTO, Demilson Benedito. Hermann Günter Grassmann (1809-1877) e o Desenvolvimento do Pensamento Geométrico: A Complementaridade entre alguns aspectos da Die Lineale Audehnungslehre (1844). 2013. 189 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2013. Disponível em: https://www1.ufmt.br/ufmt/unidade/userfiles/publicacoes/babcb22751bbf65fbb3af0f82a0dbe16.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

OTTE, Michael Friedrich. Arithmetic and Geometry - Some Remarks on the Concept of Complementarity. Studies in Philosophy and Education, [S.l.], v. 10, p. 37–62,1990.

OTTE, Michael Friedrich. Das Formale, das Soziale und das Subjektive : eine einführung in die Philosophie und Didaktik der Mathematik. Frankfurt: Suhrkamp Verlag, 1993a.

OTTE, Michael Friedrich. O Formal, o Social e o Subjetivo: uma introdução à Filosofia e à Didática da Matemática. São Paulo: Editora da Unesp, 1993b.

OTTE, Michael Friedrich. Complementary, Sets and Numbers. Educational Studies in Math, [S.l.], v. 53, p. 203-228, 2003.

OTTE, Michael Friedrich; STEINBRING, Heinz. Probleme de Begriffsentwicklung. In: Didaktik der Mathematik, [Eggenstein-Leopoldshafen], v.1, p. 16-25, 1977.

OTTE, Michael Friedrich; KEITEL, Christine; SEEGER, Falk. Text, Wissen, Tätigkeit. Königstein: Scriptor, 1980.

PAULA, Jacqueline Borges de. O termo ‘Axioma’ no tempo, considerando a relação entre a Filosofia e a Matemática, alicerçada no pensamento sobre Complementaridade ‘Otteano’. 2014. 539f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2014. Disponível em: https://www1.ufmt.br/ufmt/unidade/userfiles/publicacoes/775cf1027e664149888b3a10df0fc80c.pdf. Último acesso em: 29 set. 2020.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. Trad. José Teixeira Coelho Neto. São Paulo: Editora Perspectiva, 1977.

SFARD, Anna. On the dual nature of mathematical conceptions. Educational Studies in Mathematics, [S.l.], v. 22, p. 1-36, 1991.

Publicado
2020-10-18
Como Citar
SANTANA, G.; WIELEWSKI, G.; BARROS, L. Estudos brasileiros sobre o princípio da complementaridade na Educação Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 6, p. 388-408, 18 out. 2020.
Seção
Artigos Gerais