A MODELAGEM MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA SOCIOCRÍTICA E A TEORIA DA SITUAÇÃO DIDÁTICA: IDENTIFICANDO APROXIMAÇÕES POTENCIALIZADORES DA APRENDIZAGEM E DO DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO REFLEXIVO

Jonnisario Littig, Luciano Lessa Lorenzoni, Oscar Luiz de Teixeira Rezende, Maria Alice Veiga Ferreira de Sousa

Resumo


Esse artigo, de cunho teórico, tem por objetivo refletir sobre as aproximações entre a Teoria da Situação Didática (TSD) e a Modelagem Matemática (MM) na perspectiva sociocrítica. Iniciamos embasando teoricamente a MM sob essa perspectiva e a TSD, para então, apresentarmos possíveis relações entre as etapas orientadoras de uma atividade de MM e as fases da TSD. Em seguida, discutimos as aproximações entre essas duas vertentes com foco no papel do aluno, do professor e do conhecimento em cada etapa. Construímos um esquema para evidenciar a relação dessas duas concepções bem como os papéis dos sujeitos envolvidos no processo. Entendemos que a relação entre MM e TSD pode potencializar a construção autônoma do conhecimento matemático, evidenciar a matemática do contexto social e envolver os alunos em discussões reflexivas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v10i1.1603

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2179-426X

Principais Indexadores e Banco de Dados 

   4fscprrsdbplgx1korycxmt8hz22jwbgfztn2wy3tm8yqmxkqtam7cpmcsaml9ttq_400      base_sumarios-org_696      logo-oei_400      latindex_376 diadorimq_600

 

Licença Creative Commons
A REnCiMa está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional