Mata ciliar, erosão e assoreamento: construindo saberes de forma lúdica

  • Thayná Machado Pereira Universidade Federal Fluminense
  • Diogo Barros de Faria Fonseca Universidade Federal Fluminense
  • Matheus Benásio Ribeiro Universidade Federal Fluminense
  • Marcelo Nocelle de Almeida Universidade Federal Fluminense https://orcid.org/0000-0003-3363-9217
Palavras-chave: Recursos didáticos, matas ciliares, educação ambiental

Resumo

O meio ambiente é um recurso heterogêneo que deve ser tratado e estudado também de forma heterogênea. Os objetivos desse trabalho foram: construir uma maquete que simula a erosão e o assoreamento em corpos d’água após a retirada da mata ciliar, e construir um jogo didático para aprofundar o conhecimento acerca do tema proposto. Esse trabalho buscou envolver os participantes na discussão de questões sociais, políticas e econômicas que contribuem para a degradação/preservação ambiental. Os resultados obtidos com ambos os recursos foram satisfatórios, pois os alunos puderam observar de forma tridimensional o que as ações humanas têm provocado no ambiente, além de discutirem suas consequências e ações que podem minimizar os seus efeitos. A adequação da abordagem permite que a metodologia seja utilizada em qualquer ciclo de ensino, desde o fundamental até a formação continuada de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR Jr., O. O papel do construtivismo na pesquisa em ensino de ciências.

Investigações em Ensino de Ciências, v. 3, n. 2, p. 107-120, 1998.

ALMEIDA, M.N.; PEREIRA, T.M.; ALMEIDA, A.C.M.; FREITAS, C.C.C.; FARIA, A.C.O. O rio Pomba sob o olhar dos alunos do ensino fundamental, segundo segmento, em duas escolas municipais de Santo Antônio de Pádua/RJ. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 10, n. 2, p. 16-38, 2017.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. 436 p.

CAPECHE, C.L. Confecção de um simulador de erosão portátil para fins de educação ambiental. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, Documentos 116. 2009.

CARDOSO, C.A.; DIAS, H.C.T.; SOARES, C.P.B.; MARTINS, S.V.; Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo, RJ. R. Árvore, v. 30, n. 2, p. 241-248, 2006.

CRUZ, V.R.M.; ANTUNES, A.M.; FARIA, J.C.N.M. Oficina de produção de materiais pedagógicos e lúdicos com reutilizáveis: uma proposta de educação ambiental no ensino de ciências e biologia. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 12; p. 1-12, 2011.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J.A.; PERNAMBUCO, M.M. Ensino de Ciências –fundamentos e métodos. 4ª ed. São Paulo: Cortez. 2011.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004. p. 95-128.

JÓFILI, Z. Piaget, Vygotsky, Freire e a construção do conhecimento na escola.Educação: Teorias e Práticas, v. 2, n. 2, p. 191-208, 2002.

MAOR, D.; FRASER, B. An online questionnaire for evaluating students and teachers perceptions of constructivist multimedia learning environments. Research in Science Education, v. 35, n. 2-3, p. 221–244, 2005.

MENEZES, I.S.; FREITAS, S.H.S.; CARA, P.A.A.; COUTO-SANTOS, A.P.L. Jogo didático como ferramenta para educação ambiental no município de Itapetinga (BA). Revbea, v. 11, n. 5, p. 19-29, 2017.

MIRANDA, G.A.; MATRANGOLO, W.J.R.; MOREIRA, J.A.A.; REZENDE, M.Q. Utilização

de um simulador de erosão como ferramenta de educação ambiental. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, Documentos 116. 2010.

MONTEBELO, L.A.; CASAGRANDE, C.A.; BALLESTER, M.V.R.; VICTORIA, R.L.;CUTOLO, A.P.A. Relação entre uso e cobertura do solo e risco de erosão nas áreas de preservação permanente na bacia do ribeirão dos Marins, Piracicaba-SP. Anais... XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Goiânia, Brasil, 16-21 abril 2005, INPE, p. 3829-3836.

NASCIMENTO, M.A.G.; SILVA, C.N.M. Rodas de conversa e oficinas temáticas: experiências metodológicas de ensino-aprendizagem em Geografia. In: ENCONTRO NACIONAL DE PRÁTICA DE ENSINO EM GEOGRAFIA, 10. 2009, Porto Alegre. Anais eletrônicos... Porto Alegre: 2009.

OLIVEIRA Jr., J.C.; DIAS, H.C.T. Precipitação efetiva em fragmento secundário da Mata Atlântica. R. Árvore, v. 29, n. 1, p. 9-15, 2005.

PAZDA, A.K.; MORALES, A.G.M.; HINSCHING, M.A.O. Jogo didático no processo da Educação Ambiental: auxílio pedagógico para professores. In: I Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2009.

PICKLER, M.A.; SOUZA, D.C.; NASCIMENTO Jr. Construção de maquete e aplicação de um jogo com educandos do ensino fundamental para abordagem dos conceitos mata ciliar e biodiversidade: um relato de experiência. EDUCERE, v. 7, n. 2, p. 259-274, 2007.

SILVA, M.S.D.; FARIA, J.C.N.M. Confecção e avaliação de maquete para educação interativa em biologia celular e tecidual no programa projovem urbano. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 13; p. 1632-1641, 2011.

SILVA NETO, R.; BURLA, R.S.; WERNECK, L.G.; MACIEL, C.P. Proposta social,

econômica e ambiental de exploração da silvicultura nas Regiões Norte e Noroeste Fluminense. Sistemas & Gestão, v. 8, p. 222-232, 2013.

SILVESTRE; C.P.; BERTOLINO; L.C.; MELO, V.P. A Produção de Rochas Ornamentais no Noroeste do Estado do Rio de Janeiro: Santo Antônio de Pádua e Italva. Rev. Tamoios, v. 10, n. 1, p. 114-127, 2014.

SOFFIATI NETO, A.A. Breve estudo de eco-história sobre a utilização humana das florestas estacionais do norte-noroeste entre os períodos colonial e republicano. Vértices, v. 13, n. 2, p. 7-30, 2011.

SOUZA, D.C.; NASCIMENTO Jr., A.F. Ecoludus - a caminho da mata ciliar: a produção de um jogo para abordagem sobre a sucessão ecológica na mata ciliar. ANAP Brasil, v. 2, n. 2, p. 51-59, 2009.

STANSKI,C.; LUZ, C.F.P.; RODRIGUES, A.R.F.; NOGUEIRA, M.K.F.S. Ensino de Botânica no Ensino Fundamental: estudando o pólen por meio de multímodos. Hoehnea, v. 43, n. 1, p. 19-25, 2016.

WEBER, M.A.; FRANÇA, J.S.; RANGEL, L.C. FELIPPE, B.M.; PEREIRA, C.A. Utilização de palestras e pequenos experimentos no ensino de solos às crianças e jovens da educação básica do município de São Gabriel/RS. Raízes e Rumos, v. 2, n. 1, p. 12-18, 2014.

Publicado
2020-07-22
Como Citar
PEREIRA, T. M.; FONSECA, D. B. DE F.; RIBEIRO, M. B.; ALMEIDA, M. N. DE. Mata ciliar, erosão e assoreamento: construindo saberes de forma lúdica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 4, p. 212-231, 22 jul. 2020.
Seção
Artigos Gerais