A ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE EM CENTROS DE PERMACULTURA: POSSIBILIDADE PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

  • Lucy Mirian Campos Tavares Nascimento INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS
  • Rita de Cássia Frenedozo UNICSUL

Resumo

Este artigo tem o intuito de discutir os princípios defendidos pelos Institutos de Permacultura no desenvolvimento de seus cursos e atividades, bem como o potencial desses centros enquanto espaços não formais de ensino para o desenvolvimento de ações voltadas ao ensino Ciências e de conceitos relacionados à educação ambiental e sustentabilidade. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de natureza exploratória cujo foco são as atividades relacionadas à educação ambiental, principalmente as voltadas ao público discente e docente, desenvolvidas pelos institutos de permacultura Ecocentro-ECOCENTRO-IPEC e IPOEMA, localizados no estado de Goiás e Distrito Federal, respectivamente. Os dados foram coletados das informações disponibilizadas pelas instituições em seus sites oficiais e revisão bibliográfica. A base teórica fundamentou-se principalmente nos trabalhos de Mollison; Slay (1998) e de Holmgren (2007). Identificamos que tanto o EcoCentro –IPEC, quanto o IPOEMA, desenvolvem projetos educativos envolvendo o público em geral e alguns destinados especificamente a grupo de professores e alunos de escolas públicas e privadas com temas relacionados à educação ambiental numa perspectiva de estimular atitudes de natureza sustentável. Percebemos que o entendimento das ações desenvolvidas nesses centros, por professores de ciências, pode lhes possibilitar recursos significativos para a abordagem de temas relacionados à biodiversidade e sustentabilidade e desencadear iniciativas de uso mais sustentável dos recursos naturais.

Biografia do Autor

Lucy Mirian Campos Tavares Nascimento, INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS
Professora efetiva do Instituto Federal de Goiás, câmpus Formosa. Atuo na área de ensino de formação de professores de Ciências e Biologia, vinculado ao departamento de áreas acadêmicas.
Rita de Cássia Frenedozo, UNICSUL
Graduada em Ecologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é professora titular de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Cruzeiro do Sul (São Paulo, SP). Professora do curso de Ciências Biológicas - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Presbiteriana Mackenzie (Campus São Paulo). Miinistra disciplinas da área da Ecologia Geral, Avaliação de Impacto Ambiental e de Ecologia de Ecossistemas. Orienta nos Programas de Mestrado/Doutorado Acadêmicos em Ensino de Ciências e no Mestrado em Química Ambiental e orienta trabalhos no Mestrado Profissionalizante de Ensino de Ciências e Matemática. Tem experiência profissional em Recuperação de Áreas Alteradas e Avaliação de Impactos Ambientais. Na pesquisa, atua na área de Ecologia Aplicada e Manejo de Ecossistemas, com interesses principais: ecologia de fragmentos, áreas degradadas por minerações, fenologia de plantas e educação ambiental.
Publicado
2015-05-21