IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA RESIGNIFICAR O CONCEITO DE NATUREZA DA CIÊNCIA

  • Rosiane Resende Leite UNICSUL
  • Maria Delourdes Maciel UNICSUL

Resumo

A implementação de uma abordagem de ensino pautada no enfoque Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) nas aulas de Biologia normalmente não faz parte do cotidiano escolar. Isso se justifica pelas visões distorcidas que o professor de Biologia tem sobre a Ciência e suas relações com a Tecnologia e a Sociedade. Estas visões, normalmente são provenientes da sua prática escolar e a sua formação inicial. Analisamos neste trabalho uma questão, entre 13 questões extraídas do Questionário de Opiniões sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade (COCTS), proposto por Manassero, Vázquez e Acevedo (2001) e Vázquez e Manassero (1998) e aplicadas a cinco professores em um curso de extensão, com vistas à formação continuada de professores de Biologia do Ensino Médio em Belo Horizonte em relação ao enfoque CTS/Natureza da Ciência e da Tecnologia (CNC&T). O objetivo deste trabalho é apresentar uma das questões aplicadas (pré-teste e pós-teste) e discutir sobre as compreensões dos professores acerca da Natureza da Ciência, pois questionário visava conhecer as concepções CTS/NC&T destes sujeitos. A partir da análise e de uma reflexão crítica sobre as respostas dadas pelos docentes no início da formação, ficou evidente que os professores apresentam visões ingênuas a respeito da Ciência e das relações CTS/NC&T, o que justifica a urgência da oferta de cursos de formação para o professorado da Educação Básica com vistas a mudar o quadro atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosiane Resende Leite, UNICSUL
Doutoranda em ensino de ciencias
Maria Delourdes Maciel, UNICSUL
Professor do programa de Pós Graduação em Ensino de Ciencias
Publicado
2015-05-20