RELAÇÕES QUE PROFESSORES ESTABELECEM COM MATERIAIS QUE APRESENTAM O CURRÍCULO DE MATEMÁTICA

  • Gabriella Pederiva Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP
  • Célia Maria Carolino Pires

Resumo

Este trabalho discorre sobre escolhas feitas em uma dissertação que está sendo desenvolvida no âmbito do Grupo de Pesquisa “Desenvolvimento Curricular em Matemática e Formação de Professores” e insere-se no projeto “Relações entre professores e materiais que apresentam o currículo de matemática: um campo emergencial”. A dissertação tem por objetivo estudar a relação do professor com o material didático, como e se esse material influencia sua prática docente buscando responder às seguintes questões norteadoras: que tipos de uso esses profissionais fazem dos materiais curriculares, quais os conhecimentos eles mobilizam e quais as características que potencializam ou limitam o uso dos mesmos. A pesquisa se caracteriza como qualitativa e o levantamento dos dados está sendo feito através de questionários, enviados aos professores. Os sujeitos de pesquisa são professores da rede pública (estadual e municipal), e particular do estado de São Paulo, que lecionam para turmas de Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Com aporte Teórico de Matthew Wiliam Brown, que explica os diferentes elementos da dinâmica professor-ferramenta e representa os diferentes tipos de interações que ocorrem entre os recursos dos professores e recursos curriculares, ou seja, como professores adaptam, adotam ou improvisam com recursos curriculares. A análise dos dados será fundamentada no quadro teórico DCE (Design Capacity for Enactment Framework), que abrange os tipos de uso que os professores fazer dos materiais, analisando os recursos curriculares e os recursos do professor.
Publicado
2015-05-21